Profissionais de saúde de Pindamonhangaba terão protetor facial na luta contra coronavírus

Inicialmente a capacidade de produção e entrega será de 50 protetores por dia, mas o volume total pode variar de acordo com a necessidade da Secretaria de Saúdemaca


Para oferecer ainda mais segurança aos profissionais de saúde que estão na linha de frente do atendimento à população, a Prefeitura de Pindamonhangaba vai entregar protetores faciais (FaceShield) a esse grupo de trabalhadores.

Os equipamentos, que serão doados pela papelaria Papel Machê ao município, funcionam como uma espécie de 'escudo' e servem também para prolongar a vida útil de outros materiais, embora não os substitua.

A ideia é utilizar o protetor facial em cima das máscaras de respiração. Trata-se de um projeto sueco, com aprovação e certificação européia ISO 838. Basicamente é uma haste de plástico e uma folha de acetato - produzida em uma impressora 3D.

Inicialmente a capacidade de produção e entrega será de 50 protetores por dia, mas o volume total pode variar de acordo com a necessidade da Secretaria de Saúde.

Segundo o produtor, Pablo Sica, da empresa Laboratório Secreto, os profissionais vão se adaptar facilmente ao material por ser leve e confortável e de já ter experiências de sucesso em vários países. Os equipamentos, que serão utilizados como proteção extra aos profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, dentistas, agentes de saúde e outros), podem ser uma tendência em outras cidades na área da saúde também.

De acordo com o diretor de Vigilância Epidemiológica de Pindamonhangaba, o material foi apresentado à equipe de saúde e a aceitação foi muito boa. "É uma nova ferramenta para auxiliar na proteção dos profissionais de saúde e com isso afastarmos ainda mais o risco de contaminação por coronavírus e qualquer outro vírus transmissível pelo ar, bem como sangue ou secreção. Além disso, a iniciativa vem em um bom momento porque existe uma dificuldade de encontrar EPI - Equipamento de Proteção Individual - no mercado e de entrega no tempo necessário", explicou .

anuncio