Pindamonhangaba copia modelo de "Farmácia Solidária" de Ribeirão Preto

Na prática, qualquer munícipe poderá pegar medicamentos na ?Farmácia Solidária?, bastando ter em mãos uma receita vigente


O Fundo Social de Solidariedade de Pindamonhangaba foi buscar em Ribeirão Preto o projeto "Farmácia Solidária" que deu muito certo por lá realizando cerca de 300 atendimentos diários, além da economia para a saúde pública que gira em torno de R$ 4 milhões/ano. O projeto tem por objetivo principal agregar o programa de distribuição gratuita de medicamentos da Secretaria Municipal de Saúde. 

Na prática, qualquer munícipe poderá pegar medicamentos na “Farmácia Solidária”, bastando ter em mãos uma receita vigente. De acordo com o FSS, todo o medicamento da farmácia será obtido por meio de doações de empresas farmacêuticas, laboratórios e até de pessoas que não estão mais tomando certo medicamento que já tem em casa, e que ainda esteja dentro do prazo de validade e lacrado.

Vale lembrar que esses remédios são aqueles solicitados pelos médicos, mas que não fazem parte da “cesta básica” de medicamentos da rede. Isto é, o paciente teria que comprar. Além disso, a orientação sobre o descarte correto de medicamentos e sobre os riscos da automedicação estão entre as propostas do projeto.

“Em janeiro, estivemos no município de Ribeirão Preto para conhecer um projeto semelhante a este que eles desenvolvem lá, e ficamos entusiasmados com o fluxo e a procura, e claro, com a resolução dos casos”, conta a presidente do Fundo Social de Pindamonhangaba, Cláudia Vieira Domingues.

O projeto “Farmácia Solidária” tramita na Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba.

Como funcionará - Para o funcionamento da farmácia, o projeto contará com um farmacêutico - professor de universidade da região que tenha o curso de Farmácia em sua grade – além de universitários, dentro do programa de estágio assistido.

A ideia é que a farmácia piloto funcione em um espaço na região central da cidade para facilitar o acesso dos usuários.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.