Lorena confirma primeiro caso de zika na cidade

Vírus foi contraído por uma mulher de 39 anos, moradora da cidade


A Prefeitura de Lorena confirmou a primeiro caso de zika vírus na cidade. O diagnóstico foi confirmado pelo Instituto Adolfo Lutz, o vírus foi contraído por uma mulher de 39 anos.

Seguinte o protocolo de zika, a Prefeitura já realizou a nebulização na região em que a mulher morava logo após a confirmação do caso. Agora, a cidade está classificada como estado de alerta para o zika vírus, já que possui o primeiro caso autóctone da doença, ou seja, contraído dentro do município.

A Secretaria de Saúde intensificou as atividades de vigilância e controle de vetor, orientando a população, além de acompanhar a evolução de todos os casos envolvendo doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, como dengue e chikungunya.

A Prefeitura salienta que está fazendo todo o trabalho de vigilância possível e pede aos moradores que auxiliem com os cuidados básicos para evitar a proliferação do mosquito, como eliminar criadores, telar ralos externos, janelas e portas, e usar repelente em áreas expostas, principalmente gestantes e grupo de risco.

É importante que os moradores recebam os agentes de saúde em suas residências para vistoria. Nos dias 10 e 11 de janeiro, as equipes atuarão nos bairros Parque Rodovias e Jardim Margarida. O cronograma dos próximos dias será divulgado nos canais oficiais da Prefeitura.

Desde o início deste ano até o mês de abril, a equipe de combate a endemias terá o apoio da equipe das Forças Armadas (5º BIL), atuando juntamente com a equipe de Agentes Comunitários de Saúde, de segunda a sexta-feira. Aos sábados também serão realizadas atividades de inspeção nas residências.

728x90