Entenda o que é massa magra e o que ela tem a ver com atividades físicas


atividades físicas - perda de peso - massa magraatividades fsicas - perda de peso - massa magra (Foto : Divulgação)

Um dos principais objetivos de quem começa a fazer atividades físicas é a perda de gordura. Com isso, surgem algumas dúvidas sobre termos que permeiam o mundo da nutrição esportiva. Para quem tem a pretensão de ganhar massa muscular ou emagrecer, é de extrema importância saber as diferenças entre massa magra e massa gorda e como isso influencia os treinos e a alimentação. 

        O peso de uma pessoa é composto por três fatores: água, massa magra e massa gorda. Portanto, cuidado ao guiar seus resultados apenas observando os números que aparecem na balança. Eles são importantes, mas não podem oferecer um diagnóstico sobre a capacidade do corpo eliminar gordura, o desempenho nos treinos e o ganho de massa muscular. 

        A massa magra é composta por tudo aquilo que não é gordura. Nessa categoria, estão inclusos ossos, músculos, órgãos e líquidos corporais. Portanto, desmistifica-se a ideia de que a massa magra é sinônimo de massa muscular, já que os músculos estão dentro desse grupo mais amplo.        

        A massa gorda, por sua vez, é composta por toda gordura que está no seu corpo. Apesar de ser considerada vilã por muitos, ela é muito importante para proteger órgãos vitais, para fornecer energia e manter a temperatura corporal, além de outras funções. Em excesso, no entanto, pode causar vários problemas de saúde, como doenças cardiovasculares, hipertensão e diabetes.
 

Dupla inseparável 

        Exercícios e uma dieta equilibrada fazem parte de um conjunto de práticas essenciais para eliminar gordura e adquirir massa magra. Como cada pessoa tem uma característica, procure um nutricionista para orientá-lo sobre os tipos de alimento que você deve consumir e se pode ou não fazer o uso de algum suplemento alimentar, como, por exemplo, a creatina, que é conhecida por influenciar a produção de energia e a força para a atividade física. 

        De acordo com  artigo da nutricionista Perla Menezes, formada pela FSP-USP, um dos principais mitos é o de que carboidratos devem ser extremamente restritos para a perda de gordura. Na verdade, eles são essenciais para fornecer energia para a contração muscular e, consequentemente, para o ganho de massa magra. A chave é o equilíbrio, ou seja, nem mais nem menos em relação à ingestão de nutrientes e calorias. Por isso que é tão importante o acompanhamento de um profissional.