Cinco dicas para prevenir resfriados nas crianças


Os resfriados são quase inevitáveis no caso das crianças. Elas são mais sensíveis e acabam também ficando mais suscetíveis a esse vírus. Independentemente da época do ano, ela pode aparecer tanto no inverno quanto no verão.

Isso causa grandes problemas e transtornos na rotina. São febres, dores no corpo, coriza e a indisposição. Por isso, confira aqui cinco boas medidas para afastar essas doenças.

Ambientes fechados
Como muita gente sabe, o resfriado é uma doença viral, que não tem relação com o frio ou a ingestão de bebidas ou pratos gelados. É transmitida pelas secreções e pelo contato com outras pessoas infectadas.

Por isso, a principal precaução é evitar as grandes aglomerações. Principalmente no caso de crianças menores, é preciso muito cuidado com ambientes cheios de gente. Ônibus, metrô e shoppings, por exemplo, precisam ser evitados. Além disso, a criança também deve lavar as mãos antes da refeição e os adultos que tiverem contato com ela também precisam ter as mãos desinfectadas.

Dentro de casa, é importante se atentar para manutenção de aparelhos como o aquecedor e o ar condicionado. Esses equipamentos acumulam poeira que podem levar à alergias e doenças mais graves. É indicado, portanto, que a limpeza dos filtros e cuidados no geral aconteçam em todas as estações.

Alimentação
O cuidado deve começar justamente com a alimentação. É preciso incluir elementos que garantam uma dieta saudável, com nutrientes e vitaminas que fazem com que a criança cresça mais saudável e com maior resistência. Tudo isso colabora justamente para a melhora da chamada imunidade, que faz com que a criança consiga ter uma resposta melhor no caso da infecção pelo vírus.

Em muitos casos, mesmo que tenha contraído o resfriado, ela consegue responder melhor à doença, se recuperar mais rápido ou até mesmo nem sentir os sintomas.

Água
A ingestão cotidiana de água é indispensável tanto para adultos quanto para crianças. Seja no verão ou no inverno, a perda de líquidos é grande. A água é também responsável pela recuperação e regeneração de diversos tecidos e células. Por isso, uma boa dose de água é sempre recomendada todos os dias.

Os sucos naturais também são uma excelente alternativa para os pequenos que não gostam tanto de água. Além disso, a preocupação pode estar também na temperatura da água do banho, com a atenção para as variações bruscas de temperatura.

Vacinação
Ter a carteira de vacinação em dia garante não só que a criança fique mais protegida ou imune de diversas doenças, mas assegura também menos preocupações para os pais.

Essa obrigação deve ser cumprida em dia, com campanhas de vacinação já presentes e voltadas para a gripe.

No caso do resfriado, a preocupação deve ficar por conta do cuidado com a infecção e o preparo na saúde da criança para enfrentar o vírus. Essas vacinas fortificam o sistema imunológico e são sempre bem-vindas.

Evitar
Na hora de pensar em uma rotina saudável é sempre bom também ter atenção com algumas atitudes de risco. Uma delas é sempre tomar o cuidado de não deixar que pessoas que já estão com a doença ficarem próximas da criança ou do bebê.

No caso dos pequenos menores de 4 meses, a recomendação é justamente protegê-los de grandes aglomerações ou ambientes abafados. As defesas do organismo ainda não estão estruturadas e elas são mais suscetíveis à infecção. Além disso, se a criança já está com resfriado, é melhor que fique em repouso e não compareça à aula ou à escola. Isso evita que as outras também acabem adoecendo.

anuncio