Françoise Forton no musical "Um amor de Vinil"

Comédia romântica de Flávio Marinho estará em cartaz no mês de janeiro no Teatro Colinas


“Um espetáculo que aborda a memória emotiva através da música e do humor, que retrata o amor como agente de transformação”, detalha Flávio Marinho, autor do espetáculo “Um Amor de Vinil”, que se apresenta em curtíssima temporada - de 12 a 29 de janeiro - no Teatro Colinas, em São José dos Campos. Uma comédia romântica musical estrelada por , com direção de André Paes Leme. “Um Amor de Vinil fala de recordação, no seu maior aspecto. A vida da gente é um filme cheio de lembranças em que a música faz a nossa trilha”, conta Françoise Forton, que divide o palco com mais dois atores: Maurício Baduh e Marco Gérad (ator e músico).

“As canções de Um Amor de Vinil por si só bastariam para narrar a mais apaixonante história de amor. Quando o poeta e o compositor se unem é impossível proteger o coração das memórias e das emoções”, relata Paes Leme. “Flávio foi muito feliz na escolha do repertório, ele resgatou e misturou pérolas brasileiras bem antigas com trilhas mais modernas. Todo o contexto musical é de extrema importância para trama e é por isso que estou transformando alguns arranjos e dando uma nova vestimenta às músicas”, conta Liliane Secco, diretora musical. “Uma história de amor entre um homem que ensina uma mulher a chorar e uma mulher que ensina um homem a sorrir”, define o autor e jornalista Flávio Marinho.

Amanda (Françoise Forton) é proprietária de uma loja de discos de vinil que sobreviveu até ao auge do CD. Animada e bem-humorada, ela nunca chegou a se ligar, de verdade, a homem algum. Maurício (Maurício Baduh) é um dos seus clientes mais fiéis, que se diverte com Amanda da mesma forma que é extremamente fiel à sua mulher. Mas os dois acabam se envolvendo a partir do interesse em comum pela música. 

Martinho (Marco Gérard) faz a transição das emoções e sentimentos dos personagens por meio de 21 canções, clássicos da música popular brasileira. São composições presentes no imaginário do público, canções de Isolda, Antônio Marcos, Milton Nascimento, Lulu Santos, Tavito, Ivan Lins, Caetano Velloso, entre outros, sucessos na voz de intérpretes como: Roberto Carlos, Fagner, Marisa Monte, Erasmo Carlos, etc. “A MPB é uma excelente dramaturgia, o texto e a encenação mostram a força que a música tem para contar uma história” relata Paes Leme.

“O Vinil voltou à moda (risos). O amante da música, hoje, tem uma vitrola em casa e defende a qualidade mais pura da gravação, através do vinil e da vitrola.

As músicas retratadas na peça continuam contemporâneas e atuais. Acho que o público cantará junto com os atores. ‘Um amor de vinil’ tem uma dramaturgia original que homenageia a teatralidade que as músicas brasileiras produzem nas letras e canções”, revela Eduardo Barata, produtor e idealizador do musical.

Os ingressos podem ser adquiridos de quarta a sábado, das 13h às 21h e domingo, das 13h às 19h, na bilheteria do Teatro, ou pelo sitewww.bilheteriadigital.com.

 


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.