Festival chega à 6ª edição com 21 atrações nacionais e internacionais

Shows em Ribeirão Preto, Piracicaba, São José do Rio Preto, Jundiaí, Sorocaba, Bauru, Taubaté, Presidente Prudente. A programação prevê ainda uma ação formativa com Hermeto Pascoal


Amantes do jazz e do blues têm destino certo de 8 a 26 de agosto. Oito unidades do Sesc no Estado de São Paulo receberão 21 atrações - nove nacionais e 12 internacionais (EUA, Gana, Israel, África do Sul, Argentina e Uruguai), em uma programação que contempla a diversidade de estilos e misturas desses ritmos-irmãos, que têm na liberdade do improviso a sua essência.  

Para o diretor regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, “a realização  da sexta edição do Festival, em várias unidades do Estado, reafirma o papel da Instituição como local de encontros, efervescência e provocação cultural constantes, além de proporcionar ao público o contato com a diversidade da música desses gêneros produzida no Brasil e no mundo, o que estimula novas práticas e novos hábitos de apreciação musical.” 

A curadoria foi realizada de forma compartilhada entre os técnicos da área de música das unidades participantes e da Gerência de Ação Cultural. Serão 57 shows distribuídos pelas cidades de Ribeirão Preto, Piracicaba, São José do Rio Preto, Jundiaí, Sorocaba, Bauru, Taubaté, e Presidente Prudente. Na capital, seis atrações participarão também do festival Jazz na Fábrica, na unidade Pompeia. 

Um deles é Hermeto Pascoal, que comemora 81 anos com o show do álbum duplo No Mundo dos Sons, lançamento do Selo Sesc. O multi-instrumentista e compositor alagoano faz seis apresentações no festival e participa de uma ação formativa na cidade de Taubaté, workshop que promete desafiar o ouvinte e o próprio músico: “Falar em ensinar improvisação é jogar conversa fora. Mostro como se faz, converso, toco e, por fim, convenço de que é possível para qualquer um improvisar, cada qual de seu jeito”, conta Hermeto. 

Entre os nacionais, destaque também para a Banda Mantiqueira, que interpreta o disco Com Alma (Selo Sesc), o Trio Corrente vencedor do Grammy de “melhor álbum de jazz latino” em 2014 e o Duo + 2, formado pelos violonistas Fernando Melo e Luiz Bueno (Duofel), pelo instrumentista de sopro Carlos Malta e pelo percussionista Robertinho Silva. Completam a programação a banda Trítono Blues, os guitarristas Lourenço Rebetez e Mauricio Sahady, o quarteto campinense Hot Jazz Club e o grupo de Ribeirão Preto Pó de Café, que inova ao trazer clássicos sertanejos para o universo do jazz.

Compondo o núcleo América Latina, se apresentam o argentino Gabriel Grätzer, guitarrista e cantor conhecido como “o embaixador do country blues” em seu país, e o quinteto uruguaio Fede Vaz Blues.

Dos EUA, berço do jazz e do blues, vêm o trompetista Roy Hargrove, os guitarristas Scott Henderson (nome cultuado na cena fusion de jazz e blues internacional), Kirk Fletcher e Corey Harris, além das cantoras Sharrie Williams, com sua inspirada mistura de blues, R&B e música gospel, e Nikki Hill, intérprete de rock e blues, sob influências que vão de Little Richards e Chuck Berry a Otis Redding, Johnny Thunders e Amy Winehouse. 

Fazendo a conexão entre as raízes da música africana e sua diáspora, dois representantes: o guitarrista moçambicano de afrojazz Jimmy Dludlu, vencedor de seis Grammy, e o cantor ganense Pat Thomas, chamado de “a voz de ouro da África”, que volta ao Brasil para reafirmar que seu estilo, o highlife, está mais atual (e dançante) do que nunca.   

Completam a mistura a flautista israelense radicada em Nova York Hadar Noiberg e, também de Israel, o trompetista Itamar Borochov, aclamado por sua habilidade em mesclar bebop e hard bop a ritmos pan-africanos.   

Confira a programação!

Mais do Sesc Jazz & Blues:

Em 1989 aconteceu em Ribeirão Preto o emblemático 1º Festival Internacional de Blues, que reuniu na cidade nomes como Buddy Guy, Etta James, Junior Wells, Albert Collins e Magic Slim, além dos brasileiros André Christovam e da banda Blues Etílicos. O evento colocou a cidade no centro da cena blues nacional e, a partir dos anos de 1990, o Sesc se tornou parceiro do festival, que em 2003 passou a chamar-se SESC’n Blues, circulando por outras unidades do interior.


Com a intenção de renovar a abordagem e ampliar seu alcance, o Sesc criou em 2012 o festival Sesc Jazz & Blues, incorporando a linguagem jazzística ao projeto, contando com atrações nacionais e de outros países.

Nesse novo formato, o festival contou com participações de artistas brasileiros como Orquestra Rumpilezz, Eumir Deodato e João Donato, e dos estrangeiros China Moses e Cassandra Wilson (EUA), CW Stoneking (Austrália) e Hiromi Uehara (Japão), entre outros nomes.

Vale lembrar que tanto o jazz como o blues nasceram dos cantos de trabalho e religiosos dos negros norte-americanos do século XIX e início do século XX no sul dos Estados Unidos, que encontraram na música a melhor expressão para seus sentimentos. Apesar das origens em comum, traçaram trajetórias diferentes, tanto em seu desenvolvimento harmônico e melódico, quanto na instrumentação, mas ainda mantêm nos solos improvisados a sua principal característica.

SERVIÇO:

SESC JAZZ E BLUES EM TAUBATÉ

Workshop com Hermeto Paschoal

Workshop em formato aula-show com o artista no palco com um microfone e uma série de instrumentos e brinquedos à mão. O público poderá participar fazendo perguntas e levando instrumentos para uma possível dinâmica.

Dia 15, terça, às 19h30. Vagas limitadas. Ingressos retirados 1h antes do início no local.

Grátis.

Hermeto Paschoal

Dia 16, quarta, às 20h30.

Ingressos à venda.

*R$ 40,00 **R$ 20,00 ***R$ 12,00

Gabriel Grätzer And The Big Tequilas

Dia 17, quinta, às 20h30.

Ingressos à venda.

*R$ 30,00 **R$ 15,00 ***R$ 9,00

Jimmy Dludlu

Dia 18, sexta, às 20h30.

Ingressos à venda.

*R$ 40,00 **R$ 20,00 ***R$ 12,00

Sharrie Williams

Dia 19, sábado, às 20h30.

Ingressos à venda.

*R$ 40,00 **R$ 20,00 ***R$ 12,00

Hot Jazz Club

Dia 20, domingo, às 16h.

Grátis.

Legenda:

*Demais interessados acima de 16 anos.

**Aposentado, pessoa acima de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante.
*** Credencial Plena do Sesc (Trabalhadores do comércio, serviços e turismo e seus dependentes).


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.