Cordel do Fogo Encantado apresenta a turnê Viagem ao Coração do Sol em São José dos Campos

O show é uma parceria entre o Sesc e a FLIM - Festa Literomusical do Parque Vicentina Aranha


Dia 15, sábado, às 20h, o Parque Vicentina Aranha recebe o grupo pernambucano para apresentar ao público seu quarto álbum de inéditas.

O disco Viagem ao Coração do Sol marca o retorno do Cordel do Fogo Encantado após oito anos de hiato. O trabalho autoral traz canções que ficaram guardadas durante a pausa, além de composições nascidas do reencontro entre Lirinha, Clayton Barros, Emerson Calado, Nego Henrique e Rafa Almeida.

As 13 faixas que compõem o disco seguem a tradição da literatura de cordel, dialogando com os sentimentos humanos ao longo de uma história de cinco personagens que percorrem caminhos, por vezes misteriosos e mágicos, em busca da filha do vento, chamada liberdade. O trabalho é uma continuidade no processo criativo da banda.

Para a apresentação, sobem ao palco Lirinha (voz e pandeiro), Clayton Barros (violão e voz), Emerson Calado (percussão e voz), Nego Henrique (percussão e voz) e Rafa Almeida (percussão e voz).

Trajetória

O grupo surgiu no cenário da cidade de Arcoverde, sertão de Pernambuco, em 1997, dando origem ao espetáculo Cordel do Fogo Encantado, que percorreu por dois anos o interior pernambucano.

No carnaval de 1999, se apresentou no Festival Rec-Beat, em Recife, adaptando a narrativa aos palcos de rua, chamando atenção da crítica e ganhando visibilidade nacional. Em 2001, com a produção musical de Naná Vasconcelos, o grupo lançou seu primeiro álbum.

Em 2003, o disco O Palhaço do Circo Sem Futuro, coproduzido pelos integrantes foi considerado pela crítica especializada um álbum inventivo, ganhando projeção internacional e rendendo apresentações na Bélgica, Alemanha, França e Portugal.

Entre os prêmios conquistados, estão o de banda revelação pela APCA (2001), melhor grupo nacional pelo BR-Rival (2002), Caras (2002), TIM (2003), Qualidade Brasil (2003), bicampeonato do prêmio Hangar (2002 e 2003) e APCA, como melhor compositor nacional, Lirinha (2006).

anuncio

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.