Beyoncé abre o coração para a Vogue e revela detalhes sobre a família e carreira

Cantora estampa a capa da edição de setembro da revista, registrada pela primeira vez por um fotógrafo negro


Beyoncé provou mais uma vez, no último ano, que é uma grande mulher e artista. Em junho do ano passado, ela deu à luz os gêmeos Sir e Rumi. Em abril deste ano, subiu ao palco do festival Coachella e fez uma apresentação tão poderosa que a mídia e os fãs passaram a chamar o evento de "Beychella". Pouco tempo depois, entrou em turnê com o marido JAY-Z, em circuito por estádios da Europa e Estados Unidos, e ainda lançou, de surpresa, o disco Everything Is Love em parceria com o rapper.

bb

Beyoncé detalhou todas essas conquistas em suas próprias palavras na edição de setembro da revista Vogue, divulgada nesta segunda-feira (06/08).

Bey começa o texto falando sobre o nascimento dos gêmeos. "A minha saúde e a dos meus bebês estavam em perigo, então precisei fazer uma cesariana de emergência. Passamos muitas semanas na unidade intensiva neonatal. Meu marido foi um soldado e um forte sistema de apoio para mim. Sinto orgulho de ter sido testemunha da força dele e de sua evolução como homem, melhor amigo e pai."

b3b3

Para fazer as fotos desta edição da revista, Beyoncé convidou o fotógrafo Tyler Mitchell. Ele se tornou o primeiro negro a fotografar uma capa para a Vogue. A cantora disse que viu uma oportunidade de ajudar outros artistas. "Até que haja um mosaico de perspectivas vindas de diferentes etnias por trás das lentes, continuaremos a ter uma abordagem limitada e uma visão errada do que o mundo se parece. É por isso que eu quis trabalhar com o brilhante fotógrafo Tyler Mitchell, de 23 anos."

b2b2

Beyoncé também falou sobre a oportunidade de ser a atração principal do Coachella. "Eu tinha uma visão clara para o festival. Eu fui muito específica porque eu tinha visto, ouvido, estava escrito dentro de mim. Um dia, eu estava aleatoriamente cantando o ?Hino Nacional Negro' para a Rumi, colocando-a para dormir. Comecei a cantarolar todos os dias para ela? Sei que a maioria dos jovens no palco e na plateia não sabiam da história deste hino antes do Coachella. Mas entenderam o sentimento que ele transmite", contou. "Foi uma celebração de todas as pessoas que sacrificaram mais do que jamais poderemos imaginar, que moveram o mundo de forma que uma mulher negra pôde ser a atração principal de tamanho festival."

Finalmente, Beyoncé refletiu sobre seu sucesso e vida de luxo. "Estou em um momento de gratidão agora. Aceitando quem eu sou. Continuarei a explorar cada centímetro da minha alma e cada parte do meu eu artístico. Quero aprender mais, ensinar mais e viver em plenitude. Trabalhei por muito tempo e duro demais para chegar a um ponto em que posso escolher me rodear com o que me preenche e inspira."


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.