Cidades do Vale aderem a atos de protestos contra o bloqueio de verbas para universidades

Em abril, o Ministério da Educação (MEC) bloqueou parte do orçamento das 63 universidades e dos 38 institutos federais de ensino


Manifestantes lotam o centro de São Jose dos Campos nesta quarta-feira (15)Manifestantes lotam o centro de São Jose dos Campos nesta quarta-feira (15) (Foto : Acervo Pessoal )Estudantes, professores, trabalhadores da educação e sindicalistas se mobilizam hoje (15) para protestar contra o bloqueio de verbas para as universidades públicas e  institutos federais. Os atos ocorrem em todos os 26 Estados e no Distrito Federal.

Convocados por entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), os manifestantes ocupam as ruas nas capitais e principais cidades do país. Cartazes  trazem frases e críticas a possibilidade de extinção da vinculação constitucional que assegura recursos para o setor e a proposta de reforma da Previdência.


Cartazes trazem frases como Cartazes trazem frases como (Foto : Acervo Pessoal )Em abril, o Ministério da Educação (MEC) bloqueou parte do orçamento das 63 universidades e dos 38 institutos federais de ensino.  O governo federal se defende, alegando que o corte de R$ 1,7 bilhão (24,87%) são para as verbas discricionárias (contas de água, luz, alimentos...) e ainda 3,43% do orçamento total das federais.

O governo alega que o que o há na verdade é uma necessidade de contingenciamento que deve ser ajustado no mês de setembro.

No Vale do Paraíba, a manifestação ocorrem em várias cidades onde existem escolas superiores públicas. Em São Jose dos Campos, os atos ocorreram pela manhã, principalmente na praça Afonso Pena.

Outras mobilizações previstas foram registradas ao longo do dia em Jacareí, Taubaté, Pindamonhangaba Guaratinguetá , Lorena e Campos do Jordão.

anuncio