Prossegue em Cunha o 24º Acordes na Serra na temporada de inverno

Além das atrações musicais, foi montada uma praça de alimentação para os turistas saborearem receitas preparadas com produtos típicos de Cunha




Desde o início do mês de julho, os fins de semana da serra cunhense vêm sendo aquecidos com diversas apresentações musicais, 22 no total, de quinta a domingo. As belezas naturais que envolvem a cidade é uma atração a mais para o visitante saborear um belo prato, apreciar uma boa música e aproveitar o que a temporada de inverno da Estância Climática de Cunha tem a oferecer.

Em julho, a 24ª edição do evento Acordes na Serra consolida a cidade serrana como umas das principais e mais atrativas opções do turismo climático. Para animar o público estimado para todo o mês em mais de 30 mil pessoas, cerca de 6 mil a cada fim de semana, a Secretaria de Turismo e Cultura da cidade preparou uma série de atrações.

Além das atrações musicais, foi montada uma praça de alimentação para os turistas saborearem receitas preparadas com produtos típicos de Cunha, como truta, pinhão, cogumelo shitake, entre outros ingredientes. Nos restaurantes locais, reconhecidos pela excelência e qualidade, também serão encontrados cardápios especialmente elaborados pelos chefs para o inverno.

O visitante ainda poderá apreciar o trabalho dos ceramistas em um evento de abertura de fornadas, quando os artistas abrem os fornos para retirar as peças produzidas em alta temperatura. Como se não bastasse isso tudo, a cidade também reserva muitas belezas naturais, como as cachoeiras do Pimenta, do Desterro e do Barracão e as diversas trilhas, como a do Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha e do Parque Nacional da Serra da Bocaina.

Confira a programação completa do 24º Acordes na Serrano site: http://www.cunha.sp.gov.br/a-temporada-de-inverno-vai-ser-quente-em-cunha-com-o-acordes-na-serra-6957/


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.