Desemprego depois dos 50 anos: como se reinserir no mercado de trabalho


Ter um espaço no mercado de trabalho é algo que se torna cada vez mais difícil com o passar do tempo. Para os mais jovens e ainda inexperientes, são poucas oportunidades de empregos fixos, fazendo com que precisem passar por diversos estágios e preparações antes de conseguirem uma boa vaga.

O desafio é ainda maior para quem já passou dos 50 anos. É muito complicado para quem já esteve dentro do mercado retornar com a faixa etária mais avançada. Isso porque, para a maioria das organizações, pessoas mais velhas não conseguem mais ter a mesma energia, vitalidade e proatividade para cumprir determinadas funções.

Dados demonstram a dificuldade da reinserção para quem já possui faixa etária mais avançada

De acordo com pesquisa desenvolvida em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), pessoas que já ultrapassaram os 50 anos estão, em média, há 16 meses sem conseguir trabalho.

O número é elevado em relação a pessoas cuja faixa etária circula entre 18 e 34 anos, que é de dez meses. É fato que o mercado não olha com bons olhos quem já possui uma idade mais avançada, principalmente quando estes estão fora do mercado de trabalho. Ainda assim, é possível driblar essas dificuldades e buscar formas de reinserção.

O que fazer?

Ainda que não seja uma tarefa fácil, é possível tomar atitudes, buscar melhorar e se qualificar profissionalmente, além de cuidar de si próprio para, assim, conseguir mostrar aos prováveis empregadores que ainda há muito potencial, mesmo se a faixa etária for mais avançada. Confira as seguintes dicas:

  • Não subestime seu valor: apesar das desconfianças do mercado, muitas pessoas acima dos 50 anos possuem uma vasta experiência e conseguem realizar trabalhos melhores do que muitos jovens. Por isso, tenha em mente que você tem o seu valor. Não se subestime, acredite em seu potencial. Só assim você conseguirá mostrar aos outros o valor que tem.
  • Não desista: a maioria esmagadora das pessoas com faixa etária avançada acaba por desistir de se reinserir no mercado de trabalho após ouvir várias negativas. Isso porque se sentem desprestigiadas, desvalorizadas. Mas desistir não pode ser uma opção.
  • Nunca pare de se especializar: quanto mais conhecimento e especializações, melhor. Com uma oferta cada vez maior de cursos de graduação a distância, fica mais fácil de levar a rotina de estudos. Ainda na modalidade virtual, é possível encontrar especializações e cursos técnicos. Essa é uma excelente maneira de adquirir novos conhecimentos, aprender novas técnicas e até mesmo angariar posições diferentes dentro do mercado de trabalho, sem se deslocar até a instituição.
  • Cuidar da saúde física e mental: se o corpo e a mente não estiverem 100% ajustados, a idade não será o único problema que você encontrará para conseguir um emprego. Cuide de si mesmo, tenha uma boa saúde. Tudo isso contribui para a reinserção.
anuncio