Gerdau inaugura polo robótico na unidade de São José dos Campos

Objetivo é preparar colaborares para uso da robótica no ambiente produtivo, aumentando a competitividade da planta




A Gerdau inaugurou na sua unidade de São José dos Campos, nesta terça-feira (20), o primeiro Polo Robótico, com o objetivo de aumentar o conhecimento dos colaboradores, estimular o uso de tecnologias robóticas para processos industrias, aumentando a competitividade, automatização de processos industrias, contribuindo para maior produtividade e segurança nas operações da empresa.

Com um investimento de R$ 500 mil, a iniciativa foi desenvolvida pela Gerdau junto da ENTEV Integração Robótica e da Yaskawa Motoman Robotics. Além de estimular o uso de ferramentas de robotização dentro da empresa, o polo também possui uma área para capacitar a comunidade, ou seja, estudantes universitários e pessoas que trabalham ou possuem interesse pela robótica.

O diretor de Operação Aços Brasil da Gerdau, Gustavo Werneck, explica a criação do polo foi pensada para fomentar o ecossistema de inovação e compartilhar esse conhecimento, reter e atrair talentos da área de robótica, que ele avalia ainda no início de seu desenvolvimento no Brasil.

"
Essa iniciativa é parte da transformação que a Gerdau vem passando nos últimos anos, buscando modernizar a cultura de uma empresa de 116 anos no Brasil. Além também da transformação nos modelos de negócio e ativos industrias, ou seja, é necessário trazer muita tecnologia, qualidade e segurança na produção do aço", explica o executivo. "Nós iniciamos esse Polo Robótico não só capacitando os colaboradores, criando um ambiente dentro das operações da Gerdau, para fomentar rapidamente o uso desse recurso, mas também ajudando outras empresas e pessoas que podem enfrentar dificuldades iguais as nossas."

Outro ponto que a Gerdau pretende abordar com o Polo Robótico é a aproximação da empresa com startups para a criação de um FabLab e HackerSpace, com o intuito de desenvolvimento e simulações dentro do ambiente industrial do uso de tecnologias.

Como funciona
O polo está instalado dentro da própria empresa, com duas salas de aulas otimizadas e com robôs para aulas teóricas e práticas, com condições de atender até 600 pessoas por semana. O representante Técnico-Comercial e Ensino Superior da Yaskawa, Prof. Charles Roderic, responsável pelo ensino no polo, explica que o curso possui 11 módulos, sendo que no 3º módulo, em torno de um ano de aulas, a pessoa já consegue programar robôs sozinho.

"
A Gerdau e nós integradores, esperamos que essa iniciativa de robótica seja profunda e duradora. E que atraia mais profissionais e especialistas para agregar valor no ensino, formando novos profissionais para uma das áreas que mais geram empregos na indústria", ressalta o professor.

O curso tem duração total de quatro anos. Os colaboradores da Gerdau já iniciaram os estudos no mês de abril, com uma turma de 40 pessoas de diversas áreas e unidades. Já a primeira turma para não-colaboradores da Gerdau terá início em agosto, os interessados podem se candidatar pelo site www.polorobotico.com.br ou e-mails robótica.entev@gmail.com e administr@polorobotico.com.br

728x90