Embraer promove voo inaugural do jato E175-E2 da nova geração E-Jets E2

A aeronave foi pilotada pelo coronel-aviador Mozart Louzada


Subiu ao céu do país nesta quinta-feira o protótipo do jato comercial E175-E2 em São José dos Campos (SP), o terceiro da família E-Jets E2 fabricados pela Embraer. O  voo inaugural foi acompanhado por um grupo de funcionários da empresa que  inicia uma da rigorosa fase de testes do produto em busca de certificação.

A aeronave em fase de destes decolou às 11h07 da pista adjacente do complexo Faria Lima da Embraer, em São Jose dos Campos e ficou no ar por duas horas e dezoito minutos, segundo informou a Embraer.

A tripulação foi composta pelo piloto comandante Mozart Louzada, ex- diretor do Instituto Aeronáutica e Espaço, de São Jose dos Campos. onde foi coordenador do programa Veículo Lançador de Satélites (VLS-1 e VLS-2). Deixou a FAB com a patente de coronel-aviador e foi o piloto do voo experimental do Legacy 500, em dezembro de 2012, e do jato cargueiro KC-390 em fevereiro de 2015.

Nos testes do E175-E2, comandante Louzada esteve acompanhado do primeiro oficial Wander Almodovar Golfetto e dos engenheiros Mario Ito e Gilberto Meira Cardoso. O desempenho da aeronave, assim como as condições de voo e o funcionamento do equipamento e sistemas foram avaliados atentamente pela tripulação.

Com capacidade para 90 passageiros, o E175-E2 é o menor jato da família E-2, que inclui as aeronaves E190-E2 e E195-E2

A Embraer espera que a certificação do novo jato possa sair em 2021.

anuncio