Com atraso de quatros anos, RMVale deve ganhar Gestão Estratégica de Segurança

O Gamesp visa integrar ações estratégicas da força policial com integração de dados para prevenção e repressão aos índices de violência


Reunião do conselho foi realizada na manhã de segunda-feira (14)Reunião do conselho foi realizada na manhã de segunda-feira (14) (Foto : Divulgação/PMCJ)

A Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte – RMVale volta a discutir a instalação do Gamesp (Gabinete Metropolitano de Gestão Estratégica). Na reunião do Conselho de Desenvolvimento realizada ontem (14) em Campos do Jordão, o Secretário Adjunto de Segurança Sérgio Turra Sobrane, anunciou a  instalação do gabinete regional.

Com mais de quatro anos de atraso, o projeto do Gamesp e a criação do Fundo de Desenvolvimento da região foram anunciados primeiramente no dia 24 de maio de 2013, pelo governador Geraldo Alckmin. tem como objetivo alinhar políticas relacionadas à área de segurança, em conjunto com as demais forças policiais – polícias Militar, Civil, além das GCMs (Guardas Civis Municipais) da região.

O órgão terá atuação regional para prevenção, repressão e redução do crime e da violência, com integração de bases de dados e informações para facilitar a análise e a formulação de políticas e programas integrados.

“Segurança é um dos problemas que mais preocupam os prefeitos da região. Esta é uma ação que visa integrar e fomentar políticas estratégicas na área”, afirma o prefeito Fred Guidoni, presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMVale e LN.

Na reunião em Campos do Jordão participaram 20 dos 39 Prefeitos que compõem o Conselho, e deputados da região. Além de representantes das demais secretarias municipais, o encontro teve como destaque a participação dos seguintes secretários de Estado: Floriano Pesaro (Desenvolvimento Social), Laércio Benko (Turismo), Edmur Mesquita (Assuntos Metropolitanos).

 


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.