Operação da Polícia Federal determina afastamento do prefeito de Ilhabela

A Advocacia Geral do Município ainda não se manifestou sobre o afastamento


Márcio Tenório, prefeito de Ilhabela, foi afastado do cargo, na manhã desta terça-feira (14), após operação desencadeada pela Polícia Federal no arquipélago. O afastamento imediato de Tenório foi acatado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo

A Justiça também autorizou busca e apreensão na residência e gabinete do prefeito e também acatou, de forma parcial, o pedido de prisão, busca e apreensão e afastamento de função de outros agentes envolvidos.

De acordo com a PF, a ação nada mais é do que um desdobramento da Operação Prelúdio I que investiga irregularidades que supostamente envolvem agentes políticos. O prefeito de Ilhabela está na mira da operação que investiga, entre outras suspeitas, corrupção ativa e passiva, crimes de fraude à licitação, superfaturamentos, lavagem de dinheiro e associação criminosa. 

A PF cumpriu três andados de prisão preventiva. Foram 21 mandados de busca e apreensão - incluindo a do prefeito de Ilhabela -  e seis mandados de afastamento da função pública.

No lugar de Márcio Tenório, a vice-prefeita Maria das Graças é quem deve assumir o poder executivo. A Advocacia Geral do Município ainda não se manifestou sobre o afastamento.

anuncio