Lula deixa cárcere da PF em Curitiba após 580 dias de prisão

Ex-presidente estava preso desde 7 de abril do ano passado pela condenação no caso do triplex do Guarujá (SP)


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou no final da tarde desta sexta-feira (8) a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba. Após um confinamento de 580 dias, o líder do Partido dos Trabalhadores foi beneficiado com a decisão da Justiça Federal que autorizou sua soltura.

Lula estava preso desde 7 de abril do ano passado pela condenação no caso do triplex do Guarujá (SP), um dos processos da Operação Lava Jato. O ex-presidente deixou a sede da PF pela porta da frente, acompanhado por parlamentares do PT e seus advogados.

Já fora do prédio, caminhou em direção aos apoiadores que o esperavam em um palco, onde fez um pronunciamento aos militantes.

A liberdade do ex-presidente foi proferida pelo juiz Danilo Pereira Júnior, após a defesa de Lula pedir a libertação do ex-presidente com base na decisão proferida ontem (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância.

Com informações da Agência Brasil

anuncio