Audiência Pública discute edital para o transporte coletivo em Pinda

Concessão do serviço de transporte coletivo de Pindamonhangaba será o tema da 1ª Audiência Pública de 2017


Uma audiência publica voltada para a discussão sobre a elaboração de edital que vai definir empresa de transporte coletivo de Pindamonhangaba está prevista para o próximo dia 2 de março. O encontro será realizado na Câmara Municipal, 18h às 22h.

Aberta à comunidade, a audiência será uma importante oportunidade para dar espaço ao cidadão na busca de sugestões e reivindicações. Considerado um tema essencial para a sociedade do município, a concessão do serviço de transporte coletivo de Pindamonhangaba será o tema da 1ª Audiência Pública de 2017 que acontece no dia 02 de março, das 18 às 22

A meta da Audiência Pública é abrir as discussões e debates sobre os parâmetros e requisitos para elaboração do edital do processo licitatório que visa a concessão do serviço de transporte coletivo de Pindamonhangaba.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Carlos Moura – Magrão (PR) lembra que Pindamonhangaba é atendida apenas por uma empresa de ônibus, mas com a concessão vencida desde o ano passado. Ele argumenta que a população tem reclamado que esse atendimento ocorre em estado precário.

“O assunto em debate é de extrema importância para a população e estamos querendo a maior participação de todos os interessados, em especial, as instituições, organizações representativas da sociedade e sobretudo, dos usuários do transporte coletivo”, disse o presidente do Legislativo

Canal de sugestões - Visando abrir um canal de sugestões e reivindicações, a Câmara de Pindamonhangaba disponibilizou em seu portal (www.pindamonhangaba.sp.leg.br) um link para que a comunidade possa oferecer suas ideias, sugestões, críticas e contribuições para este importante e crucial debate.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.