Visitantes tentam entrar com quase 350 gr de droga em presídios da região

Foram registradas duas tentativas de entrada de drogas em presídios de Potim e Taubaté


DrogaDroga (Foto : Divulgação/SAP)No último sábado (18), de acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), foram registradas duas tentativas de entrada de drogas em presídios da região. As ações tiveram início no período da manhã, quando duas visitantes foram flagradas tentando entrar com entorpecente no Centro de Detenção Provisória “Dr. Felix Nobre de Campos” de Taubaté e na Penitenciária “AEVP Jair Guimarães de Lima”, a P 1 de Potim.

No CDP de Taubaté, por volta das 8h30, uma mulher de 23 anos apresentou comportamento suspeito no procedimento padrão de revista. Quando questionada por uma agente se portava algum objeto ilícito, a visitante negou. A mulher foi informada que seria encaminhada para o Pronto Socorro para se submeter a exames específicos. Ainda no CDP, a visitante acabou por admitir portar droga em suas partes íntimas. Voluntariamente, a suspeita retirou o embrulho que continha uma porção 63,4 gramas de maconha e outra de 37,3 de cocaína, totalizando 100,7 gramas de entorpecente.

Mais tarde, por volta das 12h já na Penitenciária I de Potim, uma mulher de 25 anos também teve atitude suspeita durante procedimento de revista padrão. Cadastrada como companheira de um detento, ela foi questionada por uma agente e admitiu estar portando um pacote nas suas partes íntimas. Logo em seguida, retirou o embrulho e o entregou voluntariamente para uma das agentes de plantão da unidade prisional. No pacote havia 230 gramas de maconha.

De acordo com a secretaria, as direções das unidades encaminharam as suspeitas para a Delegacia de Polícia, instauraram Procedimento Disciplinar Apuratório e registraram o fato na Vara de Execuções Criminais (VEC). As mulheres tiveram os nomes suspensos do rol de visitas da SAP.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.