Policiamento do Vale do Paraíba e Litoral Norte recebe 41 novas viaturas

As novas viaturas são direcionadas à 20 dos 39 municípios da região


Cerimônia de entrega dos veículos aconteceu às 10h desta quinta-feiraCerimônia de entrega dos veículos aconteceu às 10h desta quinta-feira (Foto : Policia Militar)

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo promoveu na manhã desta quinta-feira (6) a entrega de 41 novas viaturas para Comando de Policiamento do interior-1, responsável pelo policiamento da Região Metropolitana do Vale do Paraíba. A cerimônia de entrega foi realizada no pátio do CPI-1, em São José dos Campos.

Entre as autoridades presentes, os comandantes dos batalhões subordinados receberam as chaves dos veículos que  passarão a integrar as atividades operacionais da região. Ao todo, 20 dos 39 municípios da região receberão viaturas, que representam um investimento na ordem de r$ 2,2 milhões na segurança pública do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte.

São José dos Campos recebe 11 viaturas e a região de Pindamonhangaba, Santo Antônio do Pinhal, Taubaté e Lagoinha recebe ao todo 8 viaturas. Para o Litoral Norte que compreende Caraguatatuba, São Sebastião, Ubatuba foram destinadas 6 viaturas. Por sua vez, o Vale Histórico, representado pelos municípios de Lorena, Cachoeira Paulista, Cunha, Guaratinguetá, Aparecida, Potim, Arapeí e Cruzeiro, recebe 9 viaturas. A região de Jacareí e Igaratá recebem 5 viaturas, e finalmente Caçapava e Jambeiro recebem 1 viatura, cada cidade.

De acordo com o comando regional, as novas viaturas serão empregadas no programa "radiopatrulha", que visa dar atendimento às demandas do 190, com patrulhamento preventivo e repressivo imediato.

Em vídeo, o Cel PM Lourival da Silva Júnior, Comandante do Policiamento do Interior-1, explica sobre a entrega das novas viaturas:

 

anuncio

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.