Operação "Aluno Fantasma" investiga suspeita de fraudes em licitações na Prefeitura de Aparecida

Polícia Civil e MP cumpriram mandados de busca e apreensão no Paço Municipal e na residência do prefeito afastado, Ernaldo César Marcondes


Rua do Paço Municipal de Aparecida foi fechada na manhã desta terçaRua do Paço Municipal de Aparecida foi fechada na manhã desta terça (Foto : Divulgação)

Suspeitas de fraudes em processos licitatórios levaram a Polícia Civil a deflagrar em Aparecida a operação "Aluno Fantasma", em parceria com o Ministério Público.  Os agentes cumpriram na manhã desta terça-feira (10) diversos mandados de busca e apreensão no prédio da Prefeitura e também na residência do prefeito afastado Ernaldo Ernaldo César Marcondes (MDB).

A operação é chefiada pela Delegacia Seccional de Guaratinguetá, especializada no combate à corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A operação "Aluno Fantasma" trabalha com indícios de fraudes na compra de kits escolares para a rede de ensino do município.  

De acordo com a polícia, dados coletados durante fiscalização do Tribunal de Contas serviram com base para a abertura de investigação há cerca de seis meses. A apuração concluiu que a Prefeitura de Aparecida teria efetivado compras de material escolar em volume muito superior ao número de alunos da rede municipal. A investigação levou ao afastamento do prefeito Ernaldo César do exercício do cargo.

Em nota da Polícia Civil revelou ainda ter sido verificado "indícios de direcionamento na licitação".

Até o momento, a Prefeitura de Aparecida não se manifestou sobre a operação da Polícia Civil e MP.

anuncio