Agentes da Penitenciária I de Tremembé flagram celular escondido em Sedex

O destinatário era um preso de 20 anos, que foi chamado para acompanhar a abertura do pacote


Agentes da penitenciária "Dr. Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra", a P1 de Tremembé, frustraram a entrada de um minicelular em um pacote enviado via sedex para um preso, na quarta-feira (24), por volta das 14h.

Segundo a Secretaria de Administração Pública, os agentes passavam os pacotes enviados por familiares pelo raio-x da unidade e encontraram um objeto estranho entre uma das caixas. O destinatário era um preso de 20 anos, que foi chamado para acompanhar a abertura do pacote, onde foi encontrado um relógio celular de pulso escondido dentro de uma caixa de leite condensado.

Na caixa, havia ainda outros itens alimentícios, como pote de manteiga e chocolate. O leite condensado, no entanto, não faz parte de alimentos autorizados na unidade e não entraria no pavilhão habitacional da penitenciária. O remetente do pacote era a irmã do preso, uma mulher de 26 anos.

A
 direção da P1 de Tremembé instaurou Procedimento Disciplinar Apuratório para averiguar os fatos, realizou Boletim de Ocorrência e comunicou o fato à Vara de Execuções Criminais. Além disso, a mulher teve o nome suspenso do rol de visitas da SAP.
 


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.