Novelis é reconhecida por suas boas práticas em sustentabilidade

A empresa se destacou, no Guia Exame de Sustentabilidade 2019, por iniciativas relacionadas à reciclagem e à diversidade


A Novelis, líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio, foi reconhecida pelo sexto ano como uma das empresas mais sustentáveis do País pelo Guia Exame de Sustentabilidade. A Novelis foi destaque na categoria Mineração, Siderurgia e Metalurgia e teve destacadas suas boas práticas em reciclagem e alta presença de mulheres em cargos de liderança e seu engajamento com questões relacionados à diversidade e inclusão social.

O processo de reciclagem da empresa permite que mais de 60% das latas de alumínio do país retornem como matéria-prima para produção de chapas para latas, tornando tangível o conceito de economia circular. Com isso, a Novelis tem proporcionado uma gestão mais eficiente, com menor impacto ambiental, além de contribuir para que o Brasil seja um dos líderes mundiais na reciclagem de latas de alumínio, com índice de 97,3%. Atualmente, a companhia conta com onze centros de coleta espalhados pelo país e realiza apoio à gestão de 21 cooperativas de materiais recicláveis.

"É muito gratificante ter o reconhecimento por nossas boas práticas. Na Novelis, a economia circular é nossa estratégia de negócio e a reciclagem é a espinha dorsal da companhia, favorecendo a cadeia produtiva", diz Eunice Lima, diretora de Comunicação e Relações Governamentais da Novelis América do Sul.

A empresa também foi mencionada por suas práticas em relação a assuntos sobre diversidade e inclusão social. No momento, a Novelis tem 38% de mulheres em posições de diretoria, 27% em cargos de liderança e a meta de aumentar a inclusão de pessoas negras na força de trabalho. O trabalho é pautado pelo IguAl, programa de diversidade Novelis, que conta com o engajamento da alta liderança, metas e grupos de afinidade.

"Nosso objetivo é que a diversidade seja uma causa que permeie a organização. Temos a meta de contratar 30% de estagiários afrodescendentes, assim como elevar a presença de negros em cargos de coordenação.", afirma Eunice.
anuncio