Parque Tecnológico passa a contar com laboratório EMI/EMC

O laboratório determina a capacidade dos equipamentos funcionarem corretamente, sem interferências eletromagnéticas


Foi inaugurado nesta quarta-feira (19), no Parque Tecnológico de São José dos Campos, o Laboratório de Compatibilidade e Interferência Eletromagnética (EMI/EMC).

De alta tecnologia, este tipo de laboratório determina a capacidade dos equipamentos funcionarem corretamente no seu ambiente eletromagnético, sem provocar interferências entre eles.

O laboratório foi criado para que as empresas das mais diversas áreas, como defesa, aeronáutica, automotiva, industrial, médica e de tecnologia da informação e comunicação, possam testar seus projetos e/ou produtos na fase de desenvolvimento.

O ambiente do laboratório é operado pela Lace, empresa de engenharia especializada em soluções de compatibilidade eletromagnética.

Tecnologia de ponta

Imagine se, quando o celular começasse a tocar, o airbag do carro disparasse? Ou até mesmo interferisse no funcionamento do bisturi elétrico durante uma cirurgia? Os equipamentos eletroeletrônicos estão conosco o tempo todo, em todo lugar. Para evitar que um prejudique o funcionamento do outro, eles passam por uma série de testes neste tipo de laboratório, antes de irem para o mercado.

"São José dos Campos tem aptidão pela tecnologia e o Parque Tecnológico, com suas estruturas e laboratórios, se torna em um centro de desenvolvimento de tecnologia", disse Henrique Lemos de Faria, diretor Lace Engenharia.

"O laboratório vai atender desde a pessoa física, a grandes empresas, com objetivo de reduzir custos dos projetos", afirmou Rubiane Heloísa, coordenadora de laboratórios do Parque Tecnológico.

O Laboratório de EMI/EMC foi equipado por meio de um convênio com a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e com contrapartida da Associação Parque Tecnológico São José dos Campos, entidade privada sem fins lucrativos que gere o Parque Tecnológico.

anuncio