Estudantes das escolas públicas de Guaratinguetá participam de projeto de educação científica patrocinado pela BASF

Novo edital para 2020 já está com as inscrições abertas até o dia 23 de setembro


Como parte de sua estratégia de engajamento social, em 2019,  a BASF reforça sua contribuição para o município de Guaratinguetá (SP) ao selecionar  em uma convocação pública projetos  de impacto social e ambiental. O projeto 'Cientista Alfa e Beto', patrocinado pela BASF e realizado pelo Instituto Alfa e Beto, conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação.

A ação tem foco na educação científica e ambiental e no aprimoramento do estudo nas aulas de Ciências e Geografia. Os alunos participantes são do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I das 24 escolas da rede pública de Guaratinguetá.

"Ao apoiar este projeto, a BASF colabora com a qualificação de professores e para o despertar dos alunos para os temas ambientais e científicos. Acreditamos que a educação é fundamental para o desenvolvimento e para a transformação da comunidade", afirma Patrick Silva, diretor do Complexo Químico da BASF em Guaratinguetá e de Infraestrutura para a América do Sul.

O 'Cientista Alfa e Beto' está em andamento desde o começo do ano e por meio de uma metodologia complementar ao ensino fundamental está capacitando 240 docentes e 46 gestores escolares, entre coordenadores e diretores. Mais da metade das escolas trabalharam com o projeto no 1º semestre e as demais trabalharão neste 2º semestre. Além disso, para promover o desenvolvimento de habilidades de compreensão de textos, o Instituto Alfa e Beto doou 7.200 livros da Coleção Leituras para Ensino Fundamental e acesso online às obras a docentes e estudantes.

A professora do 5º ano Fabíola Negreiros Desconsi, da Escola Professora Aliete Ferreira Gonçalves, que desenvolve um trabalho de educação ambiental há mais de 10 anos, diz estar muito feliz com os benefícios da iniciativa. "É um projeto com livros didáticos maravilhosos, bem interessantes e que despertam a curiosidade do aluno."

Já Williana Melo, gerente responsável pelo 'Cientista Alfa e Beto'', acredita que a parceria entre a BASF e o instituto traz um diferencial ao município de Guaratinguetá. "Quando você percebe que instituições como a BASF estão preocupadas em apoiar esse tipo de iniciativa ficamos felizes. É um desafio para a escola ensinar além do conceito. Levamos a educação científica via professor e focamos na compreensão do texto, o que é bem importante", analisa.

Outras iniciativas

Neste ano, além do Cientista Alfa e Beto, a BASF apoia outras duas iniciativas em Guaratinguetá: o 'Robótica Educacional 4.0: habilidades do profissional do século XXI' e o Programa de Mobilização Socioambiental 'O Verde e Azul no Vale - Caminhos da Mata Atlântica', da ONG Corredor Ecológico.

Todas foram selecionadas por meio do edital Conectar para Transformar. A iniciativa da BASF já beneficiou na América do Sul 413 mil pessoas de 2016 a 2018 e está baseada em dois pilares: valor compartilhado, para contribuir com o desenvolvimento socioambiental e, ao mesmo tempo, realizar negócios rentáveis; e cidadania corporativa, a fim de participar do desenvolvimento social das comunidades em que a companhia está presente.

"As iniciativas apoiadas pelo edital Conectar para Transformar contribuem para o atingimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), um dos critérios para a seleção dos projetos", destaca Ivania Palmeira, consultora de Sustentabilidade e Engajamento Social da BASF.

Novo edital

As inscrições para a edição 2020 do edital BASF Conectar para Transformar já estão abertas. A empresa busca projetos com foco nas áreas de educação científica; empregabilidade e educação ambiental e proteção dos recursos naturais e da biodiversidade para implementação nos municípios de Guaratinguetá e São Bernardo do Campo, no Brasil, e Quinta Normal e Quintero, no Chile, e Malvinas Argentinas, na Argentina.

As inscrições da edição 2020 podem ser realizadas gratuitamente até 23 de setembro, por meio da plataforma Prosas, da Nexo Investimento Social, em http://www.basfconectarparatransformar.prosas.com.br/. Podem participar entidades com ou sem fins lucrativos, ONGs, OSCIPs (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e empreendedores individuais (MEIs). O resultado será divulgado no dia 29 de novembro.

A BASF irá realizar reuniões presenciais no dia  29 de agosto, entre 8h30 e 17 horas, para esclarecer dúvidas das entidades interessadas. O encontro será na Secretaria Municipal de Cultura, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves, 48, Centro, Guaratinguetá.

anuncio