Senac Pindamonhangaba da dicas para pequenos negócios vencerem os desafios do isolamento social

Inteligência de mercado e novas mídias fazem a diferença na sobrevivência e manutenção das microempresas


Com a suspensão temporária das atividades presenciais em estabelecimentos que não oferecem serviços essenciais, como alternativa para a prevenção da propagação da Covid-19, os microempreendedores se viram desafiados a repensar suas estratégias financeiras e de relacionamento com o cliente. Antes do surgimento da pandemia, muitos deles não tinham um plano de negócios estruturado e não investiam em marketing digital. Agora, precisam ter uma postura mais dinâmica e proativa diante das necessidades dos clientes e de suas próprias expectativas.

Veja as dicas dos docentes da área de gestão e negócios do Senac Pindamonhangaba para os pequenos empreendedores:

Planejamento e geração de propósito

Tamires Camargo explica que este é um momento onde dois planejamentos precisam estar alinhados. "O primeiro, de gestão financeira, deve apresentar estratégias para a diminuição de gastos e geração de novas possibilidades de receitas, a exemplo da criação de voucher de produtos mediante pagamentos antecipados e compras recorrentes. O segundo, de marketing, desenha as estratégias de relacionamento e captação de clientes, e também a identificação de potenciais parcerias para o negócio", destaca.

A docente reforça que é preciso um novo olhar para os clientes que mudaram de comportamento nesse momento. "Diante dos medos e inseguranças atuais, precisamos despertar um sentimento de pertencimento e identificação do cliente com a empresa. Criar ações de vendas atreladas à pandemia, se posicionar no mercado, inovar através de novas possibilidades e tecnologias, agregar valor ao produto ou serviço. A criatividade e a digitalização geram conforto, comodidade e valorizam a empresa, sem esquecer dos processos de higiene e segurança necessários nesse novo cenário", ressalta.

Novas tecnologias

Fernando Mesquita enfatiza que as mídias sociais e os aplicativos de mensagens são as principais ferramentas aliadas do empreendedor nesse período de isolamento social. "Essas ferramentas atendem e aproximam o empresário do público-alvo e podem ser utilizadas para interagir e criar materiais em formatos diferenciados, já que o cliente tende a ter mais tempo para consumir conteúdo virtual. Outro ponto importante é oferecer novas formas de pagamento, como boleto, PicPay, transferência bancária, entre outros", conta.

Já Luana Kelly comenta que a impossibilidade de frequentar lojas físicas, muitos clientes têm dúvida se a empresa está funcionando ou não, se está fazendo entrega, quais os horários do delivery e quais as regras para a compra. Por isso, é necessário, além de disponibilizar uma variedade de canais de comunicação, responder rapidamente as mensagens e ter fotos dos produtos para utilizar como vitrine. "Se seu cliente aceita uma aproximação de comunicação mais moderna, experimente a criação de uma conta no Tik Tok envolvendo seu produto ou serviço e para gerar engajamento, aumentar a comunicação de bastidores no Instagram Stories e ações envolvendo a equipe", conclui.

anuncio