População já pode retirar medicamentos nos postos de saúde dos bairros

Atualmente, são distribuídos aproximadamente 220 medicamentos diferentes na Rede Municipal




A população de Pindamonhangaba já pode retirar medicamentos nos postos de saúde espalhados no município, conforme divulgação da Prefeitura.
Com a compra realizada pelo município, o fornecimento desses medicamentos está sendo normalizado, principalmente nas unidades de saúde dos bairros.

A Secretaria de Saúde de Pindamonhangaba reconheceu as dificuldades na distribuição no início de 2017, pois o estoque do almoxarifado da Saúde estava praticamente zerado. Devido a grande demanda com a chegada dos medicamentos, a farmácia central recebe no momento uma grande quantidade de atendimentos. Atualmente, a farmácia central está atendendo cerca de 800 receitas por dia, um número muito maior que suas condições ideais.

"Com a falta de medicamentos nos postos, no final do ano passado e início deste ano, a população se acostumou a ir buscar os medicamentos na farmácia central que, por ser mais próxima do almoxarifado da Saúde, naturalmente recebe antes dos postos os medicamentos que são entregues pelos fornecedores. Mas isso não é mais necessário, já que estamos conseguindo normalizar a entrega dos medicamentos nos postos dos bairros", explicou a farmacêutica Lídia Maria Barcha Giroldo dos Santos, responsável pela farmácia central e assistência farmacêutica.

A farmacêutica ressalta a importância da colaboração dos munícipes na organização do fluxo da assistência farmacêutica. "Cerca de 80% dos problemas de saúde da população são resolvidos pela atenção básica através das unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família. A maior parte dos medicamentos de atenção básica estão disponíveis na lista de medicamentos destas unidades", informou a farmacêutica.

Lídia Giroldo destaca que, de acordo com cronograma as unidades são abastecidas mensalmente pelo almoxarifado da Saúde. Contudo, neste primeiro momento, em que a distribuição de medicamentos ainda está sendo normalizada, o almoxarifado da Saúde está realizando entregas emergenciais antes mesmo do final de cada mês, até que postos organizem seus estoques.

A Secretaria de Saúde informa ainda que o atendimento nas unidades dos bairros e da farmácia central é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17 horas. Porém, enquanto ainda há fluxo muito grande de atendimento na farmácia central, é utilizado o sistema de distribuição de senhas até às 15 horas. Isso permite que o último paciente possa ser atendido até o final do expediente. 

Atualmente, são distribuídos aproximadamente 220 medicamentos diferentes na Rede Municipal, sendo que a grande maioria está a disposição da população. No momento, quinze estão em falta - sendo cinco controlados -, tendo a previsão de chegada até o final deste mês.

Somente os medicamentos oxcarbazepina 300 mg comprimido e nortriptilina (controlado) estão com problemas em sua fabricação e o laboratório não fornece previsão de chegada. A compra do medicamento clomipramina 25mg (controlado) não foi fechada no último pregão, por não ter havido oferta de nenhum fornecedor no dia.

 


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.