Hotel Intercity Pindamonhangaba recebe selo de acessibilidade

Pindamonhangaba quer se tornar uma cidade referência em acessibilidade para pessoas com deficiência


Projeto é uma parceria entre a prefeitura do município, o Senac e a empresa BiomobProjeto uma parceria entre a prefeitura do municpio, o Senac e a empresa Biomob (Foto : Crédito: Claudio Fonseca)

O hotel Intercity Pátio Pinda recebeu recentemente um dos primeiros exemplares do Selo de Acessibilidade no evento de lançamento da Campanha Pinda Acessível. A certificação aconteceu no mês de julho, em Pindamonhangaba. O projeto é uma parceria entre a prefeitura do município, o Senac e a empresa Biomob, e tem o objetivo de melhorar significativamente a acessibilidade para todos, seja em prédios públicos ou privados ou ainda em espaços de uso comum, como praças e calçadas.

Pindamonhangaba quer se tornar uma cidade referência em acessibilidade para pessoas com deficiência e a campanha foi desenvolvida para concretizar isso. Também pretende focar suas ações no desenvolvimento de soluções capazes de adequar os atrativos turísticos e os estabelecimentos prestadores de serviços receptivos (hotéis, pousadas, restaurantes, transportes, dentre outros) às normas estabelecidas, equiparando o atendimento a todas as pessoas, principalmente aquelas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Lei de Inclusão - A Lei Brasileira de Inclusão determina que hotéis, pousadas e similares devem ser construídos dentro dos padrões do Desenho Universal e da acessibilidade.

Intercity Pátio Pinda  - Composto por 126 quartos, duas salas de eventos, uma sala de reuniões, restaurante, além de um completo Fitness Center, o Intercity Pátio Pinda oferece acessibilidade, de acordo com a norma vigente, em todas as suas instalações, inclusive em áreas comuns, corredores, toaletes, recepção, entrada, garagem e acesso ao shopping.

anuncio

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.