Empresas que não inovam simplesmente desaparecem

Para professor Marcelo Pimenta, futuro é daqueles que estão dispostos a mudar


Segundo especialistas, na sociedade em rede, ou você inova ou está fadado a morrer. O mundo em constante transformação aponta-nos o cenário da velocidade, conde conectividade da internet e os avanços da tecnologia desafiam até mesmo os grandes projetos de sucesso.

Pessoas as empresas são impelidas a pensarem velhos métodos de negócios e vendas. O consumidor cada vez mais exigente busca experiências inovadoras e que atenda todas as suas expectativas.

Foi assim que grandes marcas construíram seus modelos de negócio e têm se mantido em alta no mercado até hoje, mantendo o valor de seus produtos e serviços, ao passo que outras, simplesmente foram substituídas.

Tal pensamento provocou uma ruptura que, se antes era vantagem competitiva de alguns, neste panorama torna-se uma metodologia obrigatória. Segundo Marcelo Pimenta, professor e especialista em inovação, estabelecer um conjunto de processos e atividades baseados em fundamentos técnicos, é o que permitirá a inovação contínua e perene das organizações do futuro.

"É preciso que organizações, instituições e pessoas despertem para a necessidade de um processo constante de inovação, estabelecendo variáveis que possam medir os resultados de investimento curto e longo prazo desse novo pensamento. As empresas que não inovam, simplesmente desaparecem", explica Marcelo Pimenta.

Segundo ele, três elementos são essenciais no processo de gestão da inovação, que não segrega idade e perfis individuais. São eles: o estímulo à mentalidade inovadora, liderança criativa com empatia e colaboração, e o estímulo à cultura da inovação alinhada, onde todos se permitam rever e até abandonar antigas práticas de rotinas já implantadas.

"É preciso estar disponível e se permitir experimentar, estando atento à todas as mudanças propostas pelo uso da tecnologia para otimização de sistemas e processos", afirma.

Curso de Gestão da Inovação incentiva novos olhares para empresas e gestores

Há 65 anos promovendo projetos de inovação e aprendizagem com aplicabilidade prática de mercado, a ESPM é vanguardista em projetos que permitam um novo olhar sobre o mercado em geral e o comportamento de consumo do indivíduo. A instituição, hoje com unidades em São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro, é pioneira no desenvolvimento de cursos que permitam a gestão da inovação para pessoas e empresas.

Ministrado pelo professor Marcelo Pimenta, o curso terá uma nova turma no mês de março, a partir do dia 24 de março, na modalidade EAD (Ensino à distância). Está dividido em três módulos, sendo eles: Mentalidade Inovadora, Design Centrado no ser Humano (Design Thinking) e  Processos e Cultura da Inovação.

As aulas acontecerão às terças feiras, tendo cada módulo a duração de 1 mês. O seu objetivo central é fornecer uma visão ampla e atualizada sobre como promover e gerenciar a inovação nos negócios.

Segundo Rodrigo Nogaroto, gestor de pesquisa, desenvolvimento e inovação da Fitas Progresso, diferente dos modelos tradicionais dos cursos de gestão, este atua diretamente na inovação prática dos processos desempenhados pelas empresas e pessoas.

"Marcelo nos provoca a pensar no porque muitas vezes as coisas são feitas de determinada forma. Quando olhamos um problema tentamos prioritariamente mitiga-lo, fazendo o processo da mesma forma. Resolver um problema requer repensar outro processo, não necessariamente  melhorar o existente", afirma Rodrigo.

A imersão no processo de gestão da inovação também provocou grandes transformações na carreira de Bruno Augusto Palhão. Ele, que hoje é Chief Digital Officer da BrasilPrev, explica que o curso mudou sua carreira.

"Fiz o curso com Marcelo Pimenta em 2017. Além do repertório técnico muito bom, se mostrou totalmente aplicável para a minha realidade profissional. Me despertou paixão grande por inovação e  transformação digital. Mudei minha carreira, tive 2 promoções no trabalho e despertou possibilidades de conexões com vários hubs de inovação. Recomendado para qualquer pessoa, que queria prosperar em um ambiente tão volátil como o de hoje", explica Palhão.

No total são 44 horas divididas em módulos, que podem ser feitos na sua totalidade ou em módulo individual. 

Inscrições e informações através do endereço https://www.espm.br/educacao_continuada/fast-track-gestao-da-inovacao/

anuncio