Detran.SP lança campanha que estimula "sorrisão" na foto da CNH

Após repercussão nas redes sociais de um "sorrisão" na CNH do fotógrafo mineiro Felipe Borges, órgão paulista lança campanha




O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) iniciou nesta semana a campanha “Vai ter Sorrisão”, após a grande repercussão em torno do mineiro Filipe de Oliveira Borges. O mineiro de 33 anos não abriu mão do seu direito de sorrir para a foto de sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH), fato que repercutiu nas redes sociais. A atendente que batia foto dizia que o sorriso não era permitido; ele insistiu e pediu para ver o estatuto do Detran. Após consultar superiores, a atendente permitiu o "sorrisão".

Com a hashtah #CNHLacradora, em alusão à expressão utilizada nas redes sociais para elogiar atitudes positivas, a campanha do Detran de São Paulo começou com posts nas redes sociais do órgão, e vai se estender às unidades de atendimento. Nos próximos dias, as unidades receberão cartazes para informar a população sobre o "sorrisão". 

O diretor-presidente do Detran.SP, Maxwell Vieira explica a campanha:   “A regra não é nova no Detran de São Paulo, mas nós vimos a dimensão que o tema tomou nas redes sociais e a quantidade de gente que desconhecia essa possibilidade. Como levar informação ao cidadão vem sendo um esforço constante do departamento, aproveitamos a oportunidade para reforçar as regras do que é permitido ou não para a foto da CNH”.

Mensalmente, o Detran SP emite cerca de meio milhão de CNHs em todo o Estado. A foto é tirada na hora, na própria unidade de atendimento. Assim, pode caprichar no sorriso quando for renovar ou dar início ao cadastro para a 1ª habilitação.

Outros itens permitidos - O Detran paulista permite a utilização de uma série de acessórios, como turbantes, gorros, bonés com a aba para trás, lenços ou “hijab”, hábito religioso, bindi (maquiagem indiana) e óculos de grau (desde que com lentes antirreflexo).

Apenas os itens que prejudicam a identificação, cobrindo ou fazendo sombra no rosto, não são permitidos, como boné com a aba voltada para a frente, óculos escuros e os véus islâmicos “niqab” e “burka”.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.