Cientista britânico Stephen Hawking morre aos 76 anos

Físico era considerado uma das mentes mais brilhantes do século e responsável por popularizar teorias para um público leigo


Morreu na madrugada desta quarta-feira (14) aos 76 anos, o cientista britânico Stephen Hawking, em sua residência, na cidade de Cambridge na Inglaterra. A informação foi repassada pela família por uma nota oficial à imprensa.

Hawking era físico e cosmólogo, considerado pela comunidade científica uma das mentes mais brilhantes dos últimos tempos, onde seu legado e trabalho permanecerão por muitos anos. Com teorias como a do espaço-tempo e do funcionamento dos buracos negros, passou muito tempo destinado a transcrever suas descobertas de maneiras simples e didáticas ao público.

Era um aficionado pelo universo e autor de célebres frases como: “Acredito que a vida se desenvolve de forma espontânea na Terra, então deve ser possível para ela se desenvolver em outros planetas”, “O desenvolvimento da inteligência artificial pode ser o fim da raça humana”, “Você tem que ter uma atitude positiva e tirar o melhor da situação na qual se encontra”.

Stephen Hawking foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA) aos 21 anos, doença responsável por paralisar os músculos do corpo, mas que não comprometeu suas funções cerebrais. À época do descobrimento da patologia, os médicos tinham uma previsão de que ele teria apenas mais 3 anos de vida.

anuncio

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.