Rodovia Carvalho Pinto seguirá com programação de obras para a renovação do pavimento

Serviços acontecerão a partir deste domingo (15)


Das 8h de domingo (15) às 17h de quinta-feira (19), os trabalhos para a troca do pavimento da rodovia Carvalho Pinto seguirão entre o km 74 e o km 125 (região entre Jacareí e Taubaté) na pista em direção ao interior. Ainda no domingo, equipes realizarão a mesma obra entre o km 0 e o km 4 da interligação da Carvalho Pinto com a rodovia Presidente Dutra, a SPI117, no sentido da rodovia Presidente Dutra (Taubaté). Por conta das obras e para segurança dos usuários e fluidez do tráfego, haverá interdição alternada de faixas. As obras e as interdições estarão devidamente sinalizadas.

O serviço faz parte de uma das etapas do projeto de recuperação do pavimento que será feito ao longo de 18 meses no corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto. Nesse primeiro semestre a renovação ocorrerá entre o km 74 e o km 125 da rodovia Carvalho Pinto, em direção ao interior (região entre Jacareí e Caçapava), e do km 0 ao km 4,5 da interligação com a rodovia Presidente Dutra, a SPI117, no sentido da rodovia Presidente Dutra (região de Taubaté). O investimento na primeira fase será de R$10 milhões.

Soluções sustentáveis

Para a recuperação do pavimento será usado o asfalto borracha, produto superior ao pavimento comum e também mais ecológico. "O asfalto borracha possui uma vida útil maior, melhor resistência ao tráfego pesado, mais flexibilidade, maior resposta à frenagem dos pneus e redução do ruído ao trafegar. São vantagens que reforçam conforto e segurança aos motoristas", explica o engenheiro e coordenador de obras da Ecopistas, Marcelo Moreno.

Em sua composição o asfalto borracha usa 20% de pneus de caminhões triturados, o que reduz o impacto ambiental evitando que toneladas de pneus sejam despejadas na natureza e demorem cerca de 600 anos para se decompor. Ao longo deste primeiro período de obras, por exemplo, serão reutilizados cerca de 8.500 pneus inservíveis. Além disso o pavimento com a mistura de borracha é 40% mais resistente, o que reduz os custos de conservação e diminui a necessidade de intervenções na pista.

Outra solução sustentável adotada é a reciclagem do asfalto em final de vida útil que é fresado. Depois de removido, ele é reutilizado na composição da camada de base do pavimento.

Obras de conservação de rotina

Além da obra citada, a concessionária realizará intervenções para o reparo de defensas metálicas e limpeza de placas de sinalização na rodovia Ayrton Senna do km 11 ao 60 (região entre São Paulo e Guararema), nos dois sentidos, e também na rodovia Hélio Smidt entre segunda (16) e sexta-feira (20), das 8h às 18h, com interdição da faixa da esquerda (01).

As obras de recuperação e conservação são acompanhadas pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP) e podem sofrer alterações devido às condições climáticas ou necessidades operacionais.

anuncio