Mundial de Snipe traz velejadores de 12 países e provoca impacto econômico de 1,2 milhão em Ilhabela

Capital nacional da vela promove a maior competição do ano na classe até o dia 12 de outubro e comércio de bens e serviços da cidade lucra com a chegada de 320 pessoas ligadas ao evento


Conhecida como a capital nacional da vela, Ilhabela é sede do Campeonato Mundial de Snipe 2019. As regatas começaram nesta quarta-feira (2) e seguem até o próximo dia 12. São 80 duplas de 12 países em busca da consagração no canal de São Sebastião. Fora da água, a cidade trabalha para converter a 'invasão de velejadores' em dividendos para o comércio local de bens e serviços.

Ilhabela recebe 320 pessoas envolvidas direta ou indiretamente com o Mundial de Snipe. Além dos velejadores, seus familiares, membros das equipes e da organização permanecerão na cidade por 15 dias. Usando como base o cálculo do ticket médio por pessoa na faixa de R$ 250 por dia, cada visitante deverá deixar R$ 3.750 no período. Na somatória, representa um impacto econômico na casa de R$ 1,2 milhão no município.

"O esporte, especialmente o náutico, sempre foi uma plataforma importante para o turismo de Ilhabela. Esse é um mérito do secretário de Esportes, Beto de Jesus, e da prefeita Gracinha Ferreira. Nossa missão tem sido continuar a receber bem os atletas, seus familiares e membros das equipes, ao mesmo tempo que buscamos fomentar novas modalidade de turismo e estruturar outras plataformas de entretenimento já existentes para os nossos visitantes", comentou Bianca Colepicolo, secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo.

O secretário de Esportes avaliou o primeiro dia do campeonato. ''Foi um dia especial de regatas, com a cara de Ilhabela, a Capital da Vela! Sol, ventos com rajadas de até 20 nós e muitas provas. Certamente os estrangeiros que velejaram pela primeira vez aqui jamais vão esquecer desse dia'', comemorou Beto de Jesus.

Agenda cheia em outubro - Além do Mundial de Snipe, Ilhabela tem agenda cheia em outubro. Estão programados outros eventos esportivos, vários ligados diretamente ao turismo de natureza, como observação de pássaros (Birdwatching), além do Festival Sustentah e a semana Lixo Zero. Para novembro, o foco é o turismo cultural, com Bourbon Festival Ilhabela, com Jazz, Blues e Folk nas escolas e nas ruas todos os finais de semana.

Nos finais de semana, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo promove passeios gratuitos do Tour Histórico Cultural. A ação visa capacitar guias para esse novo produto de Ilhabela, um arquipélago rico em história com corsários, índios, escravos, produção de cachaça, entre outros. Depois do Centro Histórico da Vila, no próximo domingo, dia 6, será a vez da Fazenda Engenho D'água. Depois será a Fazenda Engenho da Toca.

No mar - A Escola de Vela Lars Grael é a base do Mundial de Snipe, que recebe duplas da Argentina, Bélgica, Brasil, Cuba, Espanha, Estados Unidos, Itália, Japão, Noruega, Peru, Portugal e Uruguai. Nesta quarta-feira começam as regatas da competição júnior (até 22 anos). Entre os dias 8 e 12 será a vez dos velejadores seniores.

Antes do início do Mundial, no fim de semana passado, a Escola de Vela Lars Grael sediou o Campeonato Sul-Brasileiro de Snipe 2019. A competição contou com 56 duplas e teve Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling como campeões. As principais duplas que estão inscritas no Mundial de Snipe correram o Sul-Brasileiro como forma de preparação para o principal evento da categoria do ano.

Mais informações:

Sites: www.turismoilhabela.com  

Facebook: https://www.facebook.com/turismoilhabela/

Instagram: https://www.instagram.com/turismoilhabela/?hl=pt-br

anuncio