Tendência de preferir serviços à produtos chega ao mercado financeiro

O mercado encontrou nos serviços uma solução mais atraente para o consumidor, que está menos disposto a gastar dinheiro em produtos. Essa tendência pode ser observada no streaming com Spotify e Netflix, por exemplo. Recentemente esse movimento também chegou no mercado financeiro.


Segundo uma pesquisa feita pelo PayPal, que analisou os hábitos de consumo digital dos brasileiros, a contratação de serviços é o tipo de compra online mais feito no país, com aderência de cerca de 84% dos consumidores que estão conectados à internet. A categoria abrange ofertas como a solicitação de táxi ou carros particulares, que tem 20 milhões de usuários cadastrados no país, pedidos de comida em domicílio, recargas de bilhetes de transporte único, entre outros.

Após a crise de 2014, o mercado encontrou nos serviços uma solução mais atraente para o consumidor, que está menos disposto a gastar dinheiro em produtos novos. Uma opção que voltou a ser procurada, por exemplo, é o conserto de mercadorias, que, em média, pode reduzir o valor gasto em 30%. O streaming de música e televisão, Spotify e Netflix, por exemplo, despontaram como opção mais barata e versátil de produtos antes populares (TV paga, cinema, CDs, etc).

Planejamento financeiro também vira serviço

Não é diferente quando se trata de dinheiro. No último ano a procura por planejadores financeiros Brasil também cresceu. Só no primeiro trimestre deste ano o número aumentou 121% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a GFAI.

Ao invés de adquirir uma poupança, por exemplo, o consumidor que contrata um planejador financeiro terá orientação sobre a melhor maneira de gerenciar o próprio dinheiro de acordo com o seu perfil para alcançar objetivos pessoais.

A Academia de Planejamento Financeiro da GFAI, que tem 4 unidades no estado São Paulo, forma estes profissionais aptos a disseminar essa solução para clientes de todos os tipos.

 "Quem cuida de dinheiro é banco. Os planejadores financeiros lidam com pessoas. Por trás de todos os objetivos econômicos, gastos e planilhas, existe uma personalidade com sentimentos e valores e esse é o grande desafio. As pessoas não estão procurando apenas uma alternativa que renda mais, mas um atendimento personalizado, qualitativo e cada vez mais holístico. Esse é o grande diferencial do planejador financeiro", argumenta Leanderson Reis, mentor e coordenador da equipe de planejadores GFAI.

É exatamente, por isso, explica o especialista, que a busca dos brasileiros pelos serviços ao invés de produtos tende a continuar aumentando em todas as áreas, acompanhando o cenário mundial.

"Em outros países, os serviços de streaming estão ainda maiores. A Netflix, por exemplo, atingiu a marca de 100 milhões de assinantes ano passado, metade deles nos Estados Unidos. Não à toa, os EUA também são recordistas em planejadores financeiros, com mais de 80 mil profissionais certificados", comenta.

Os norte-americanos dispõem, inclusive, de faculdades especializadas em formar este profissional e os pontos de atendimento estão presentes em número superior ao das agências bancárias.

No Brasil, a Academia GFAI é primeira empresa a oferecer formação empreendedora para este profissional que busca renda complementar, uma segunda carreira ou mesmo uma mudança de atividade profissional rumo a um serviço que tende a crescer de forma exponencial.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.