Programa Emprega SP oferece mais 22.109 vagas de emprego no Estado


O programa é uma iniciativa do governo do Estado de São Paulo

EmpregoEmprego (Foto : Logo do Programa)O programa Emprega São Paulo/Mais Emprego tem à disposição nesta quarta-feira (12) mais uma relação de vagas para o mercado de trabalho. Nesta semana são mais 22.109 oportunidades em todo o Estado de São Paulo.

Entre as principais ofertas da semana, os candidatos podem encontrar vagas para auxiliar de limpeza, auxiliar de produção, atendente de loja, camareira, costureiro (a), empacotador, mecânico, operador de caixa,  pedreiro, repositor de mercadorias, recepcionista, soldador, servente de obras e vendedor.

Iniciativa do Governo de São Paulo, o programa Emprega São Paulo/Mais Emprego é uma agência de empregos pública e gratuita gerenciada pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (TEM).

Aprendiz Paulista - Também sob a responsabilidade e coordenadoria da SERT, o programa Aprendiz Paulista foi desenvolvido para promover a vivência e inserir os alunos dos cursos técnicos do Centro Paula Souza (ETECs) no mercado de trabalho, divulga, nessa semana, 49  vagas.

Entre os destaques estão 33 oportunidades para o curso de administração, 05 para o curso de eletrônica, 04 vagas para os cursos de nutrição e informática, 02 vagas para o curso de secretariado e 01 oportunidade para o curso de mecânica/mecatrônica.

Como se cadastrar - Para ter acesso às vagas e aos programas de qualificação da SERT, basta acessar o site www.empregasaopaulo.sp.gov.br, criar login, senha e informar os dados solicitados. Outra opção é comparecer a um Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) com RG, CPF, PIS e Carteira de Trabalho.

Para mais informações sobre o Emprega São Paulo/Mais Emprego e outras ações da SERT, acesse:www.empregasaopaulo.sp.gov.br.

 


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.