Olá Visitante | Cadastre-se | Esqueci a senha
 

Buscar por                 Todos

Facebook Twitter Youtube rss InstagramPinterest
- 18/09/2012 09h09 - Redação AgoraVale | Foto : Arquivo AgoraVale

Bancários entram em greve nacional nesta terça-feira


Bancários querem aumento real de 10,25%, maior participação nos lucros, entre outras reinvindicações. Presidente da Contraf indica que a greve deve ser longa

O que era uma ameaça uma semana atrás, se concretizou. Nesta terça-feira (18), bancários de todo o Brasil anunciaram que entraram em greve por tempo indeterminado. A intenção dos trabalhadores é fechar as agências, mas os caixas eletrônicos e o banco online continuam funcionando, a informação é da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro).

A paralisação foi aprovada nas assembleias realizadas na última quarta-feira  (12) pelos mais de 130 sindicatos representados pelo Comando Nacional. "Foram os banqueiros que empurraram a categoria para a greve. Apesar dos lucros recordes, os bancos se recusam a atender as reivindicações. Os bancários responderão a essa intransigência com uma greve forte como nos anos anteriores", afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional.

A Fenaban disse em nota que "lamenta a decisão dos sindicatos de bancários de recorrer à greve". Ainda foi informado que foi apresentada uma proposta no dia 28 de agosto e que, segundo a federação, a proposta previa reajuste de 6%, que corrigirá salários, pisos, benefícios e participação nos lucros. Mas a proposta foi negada.

Com está greve, este é o décimo ano seguido que há paralização nessa época do ano, quando é realizada a negociação dos reajustes. As paralisações costumam durar de duas a três semanas.

Reinvindicações
De acordo com nota da Contraf-CUT, os bancários pedem aumento de 10,25% nos salários; participação nos resultados equivalente a três salários mais R$ 4.961,25 fixos; piso salarial de R$ 2.416,38; plano de cargos e salários para todos os bancários; elevação para R$ 622 os valores do auxílio-refeição; da cesta-alimentação, do auxílio-creche/babá e da 13ª cesta-alimentação; além da criação do 13º auxílio-refeição; mais contratações; proteção contra demissões imotivadas e fim da rotatividade; fim das metas abusivas e combate ao assédio moral; mais segurança e igualdade de oportunidades.

Como pagar as contas?
Assim como foi indicado pelos bancários na greve realizada em outubro do ano passado, pessoas que precisam do serviço bancário para pagamento de boletos ou qualquer outra cobrança deve procurar agências dos Correios, casas lotéricas ou pelo banco online.

Quando o cliente não souber como realizar uma transação, é dever do banco passar todas as informações necessárias para ele. Caso o cliente se sinta lesado de alguma forma, deve procurar o Procon de sua cidade e fazer uma reclamação formal.




Outras Noticias :
Mapa do site
Desenvolvido por CMC Multimídia | Tel.: (12) 3645-2300 / 3522-2400 | Cel: 9 9112-8686
Copyright 2001-2017 - CMC Multimídia - Todos os direitos reservados
Carregando...
Receba as notícias do AgoraVale
Produto incluído no carrinho com sucesso!