Jambeiro comemora 140º aniversário de emancipação política

De acordo com historiadores da região, o nome da cidade vem da abundância fruto denominado ?jambo?


JambeiroJambeiro (Foto : Divulgação / Prefeitura)

Conhecer Jambeiro e suas ruas tranquilas pode ser uma boa pedida para o turista que adora ar de montanha e gente hospitaleira. A localidade é uma das mais pacatas e acolhedoras do Vale do Paraíba e hoje, dia 30 de março, comemora mais um ano de emancipação política. São 140 anos de existência.

O nome, de acordo com historiadores da região, vem da abundância de árvores do fruto denominado “jambo”, tão apreciado por seus moradores. A origem do município está registrada em documentos de meados do século XVIII, quando uma povoação  começou a se formar, da mesma forma que a maioria das localidades, ou seja, em volta de uma pequena capela. Esse era o povoamento denominado Vila Freguesia da Senhora do Capivarí.

Pela Lei Provincial n° 56, a localidade conseguiu se emancipar de Caçapava no dia 30 de janeiro de 1876. Ao longo dos anos, com poucos recursos, Jambeiro viveu à margem do progresso que alanvancou suas vizinhas cidades. Nos últimos anos, Jambeiro tem dados passos importantes para o desenvolvimento econômico, com a instalação de pequenos condomínios industriais.

Turismo - Na cidade, os visitantes encontrarão atrações turísticas que se concentram principalmente no eco esportes ou atividades radicais, como montain bike, motocross, trilhas nas montanhas, trekking e enduro a cavalo, entre outros. Para se chegar a Jambeiro, o visitante pode tomar a Rodovia João do Amaral Gurgel, que tem início em Caçapava, ou também pode optar pela Rodovia dos Tamoios.

Dados gerais - O município ocupa área de 184,2km² e conta com pouco mais de 3.500 habitantes. A cidade está a uma altitude de 695 metros e tem como santo padroeiro Nossa Senhora das Dores.

Jambeiro limita-se com os municípios de  Caçapava e São José dos Campos (a norte), Redenção da Serra (a leste), Paraibuna (ao sul), Santa Branca (a sudoeste) e Jacareí (a oeste).

 


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.