O misterioso caso da criatura capturada no México




Vez ou outra, a comunidade científica é sacudida por estranhas descobertas, dentre elas, a de animais fantásticos que se presumia estarem extintos. Em outros casos, há relatos sobre seres humanóides bizarros de constituição física que foge dos padrões conhecidos. É raro, no entanto, quando essas descobertas são documentadas em fotos ou vídeos, como é o caso ocorrido no México em 2007.

Uma história que teve início há mais de cinco anos amedronta o povo mexicano. Na região de Metepec, subúrbio de Toluca, um ser estranho teria sido capturado pelos moradores de uma fazenda. O local exato é uma propriedade rural em Metepec, subúrbio de Toluca, área famosa pela grande incidência de luzes estranhas no céu e casos de avistamentos de OVNIs.

Jornais da região desde então passaram a acompanhar os fenômenos e propagam que comunidade local vive amedrontada com a aproximação de supostos 'demônios' que invadem a cidade.

No dia 11 de maio de 2007, Marao Lopez, proprietário de um sítio na região encontrou um ser bizarro, de menos de 30 cm de altura que soltava gritos estridentes enquanto tentava escapar desesperadamente de uma armadilha feita para apanhar ratos. O estranho ser tinha feições aparentemente humanas e estava assustado.

Imediatamente, um grupo de homens foi ao local e retirou a criatura que tentava se desvencilhar do artefato, levando-a para um rancho onde fizeram vídeo e várias fotografias. Era um ser bizarro sem pêlos e feições angustiadas. O anúncio de sua aparição provocou grande movimentação na cidade.

Os homens que o levaram (lembrando o bispo Diego de Landa que em 1524 ordenou a destruição de toda a literatura maia) resolveram então matar a indefesa criatura e mumificá-la. Só que tiveram algumas surpresas com a resistência encontrada. Ao tentar afogar o animal, perceberam que a criatura resistia por vários minutos de submersão, o que leva a crer que seria anfíbia. Só depois de o forçarem em submersão por várias horas é que o pequeno ser não resistiu. 

Mais tarde, foi informado que o estranho animal havia sido mumificado. 


Morte estranha do fazendeiro

Mas a história não para por ai e coisas estranhas ainda ocorreram depois disso. Apareceu então o pesquisador Jaime Maussan que pediu a Lopez o acesso ao corpo mumificado da pequena criatura, alegando que entendia do caso e que era necessário alguns testes em vários laboratórios universitários.

Mas, nesse período, o fazendeiro Marao Lopez teve uma morte muita estranha: foi encontrado carbonizado em seu carro. Após levantamento técnico, revelou-se ter sido queimado por um incêndio de temperatura bem mais alta do que a normal. Jaime desconfia que Lopez foi eliminado, mas ninguepm sabe por quem, supondo-se um crime que pode ter relação com a criatura mumificada.

Em fins de 2008 a esposa de Lopez cedeu a múmia da criatura para que fossem realizados exames. Jaime e um grupo de cientistas, composto de um antropologista, um patologista, um perito forense e um odontologista, passou a estudar o caso minuciosamente antes de qualquer divulgação mundial.


Estrutura desconhecida

A princípio, pensava-se que estavam diante de um 'macaco sem pelos', porém, as pesquisas não colaboraram com isso. Seus dentes, em número menor, sem raiz, não caracterizavam os de um macaco. Os ossos da costela também não. Os tornozelos eram iguais aos humanos

Após uma tomografia computadorizada 3 D, uma grande surpresa: a parte superior daquele crânio era mais sofisticada do que qualquer criatura que se tem notícia. "Não se trata de um primata!" disse aos jornais do país o Dr. Jesus Higuera, chefe do Departamento de Imagem do Instituto de Nutrição Mexicano.

Atualmente, o corpo mumificado do pequeno ser está na Espanha onde passa por uma análise de DNA na Universidade de Granada.

O fato intrigante é que o local onde a criatura foi encontrada é repleto de relatos sobre OVNIs. Há inclusive vídeos sobre aliens e também crop-circles (desenhos gigantes nas plantações) Um filme de 1994 feito nas imediações revela uma estranho 'ser brilhante? em meio a plantação.