Nêmesis, Tyche ou Níbiru: profecias sobre o fim do mundo são as mais comentadas na Internet


Cartaz do filme 2012 mostra inundação do Rio de Janeiro e queda do monumento ao Cristo Redentor 

O fim do mundo está próximo? Será no final de dezembro de 2012? A internet vem sendo bombardeada com informações apocalípticas, quase sempre sem evidência, mas que causam furor até mesmo entre membros de prestígio da comunidade científica. Pelo que se lê atualmente sobre o tema, não há distinção entre crença pessoal e embasamento científico!

É interessante notar que o assunto sobre a extinção da raça humana em 2012 mexe com a massa, leva de volta às tradições familiares e nos remete àquela frase que nossos avós já diziam: "O mundo já acabou em água e agora vai acabar em fogo!".

Aproveitando-se de profecias de livros sagrados e povos da antiguidade que previram uma transformação no superfície da terra e nos que nela habitam, fala-se na aproximação de uma efeméride universal, um acontecimento sideral que colocaria em xeque a existência humana. Os textos através de portais na internet são os mais acessados nos últimos 10 anos. A cada mês, em todo o mundo, são lançados revistas, livros e até filmes que estão pegando carona no tema.

Imputam a 'insiders' da NASA a autoria de denúncias, ao vazamento de informações sobre a aproximação de um astro de grandes proporções que possuiria uma órbita errante, abaixo da elíptica e perpendicular, o que não permitiria ser visto a olho nu até o ano de 2011. Outas teorias falam de um sistema solar gêmeo do nosso sol, mas de menor dimensão, que desvia cometas e arrasta quatro pequenos planetas, várias luas, asteróides e nuvens de detritos.

Faltam evidências científicas

Há quem diga, até mesmo entre cientistas, que a NASA tem conhecimento de um futuro grande cataclisma a ser causado pela aproximação de um gigantesco astro de nosso Sistema Solar, e que esse seria o grande segredo do Vaticano. Dentro da Nasa, esse astro teria até mesmo um nome: Tyche! A reputação de muitos pesquisadores está em jogo e as suposições vão mais além: a de que um grupo seleto está privilegiado através de programas espaciais de sobrevivência e abrigos subterrâneos estrategicamente construídos. Verdade ou mentira?

Conjecturas a parte, vamos seguir o mesmo itinerário de outros cronistas esotéricos, sem contudo partir para o ficcionismo, posto que a humanidade já tem uma estranha vocação para epílogos apocalípticos. Foi no século XIX que o hoje tão propalado Apocalipse Maia passou a ser comentado, depois das pesquisas realizadas por Charles Etienne Brasseur de Bourbourg, arqueólogo francês. O pesquisador realizou estudos aprofundados sobre o manuscrito maia Codex Troano em 1864, e como não poderia deixar de ser, foi refutado pelo mundo científico.

De acordo com o calendário Maia, após 21 de dezembro de 2012, o mundo estaria entrando no período intitulado 'tempo fora do tempo'. Então, seria o fim do tempo que conhecemos?


De onde viria Nibiru, o suposto planeta intruso?

E as teorias são muitas, sendo uma delas, que as distorções nas órbitas dos planetas do nosso sistema planetário tem um motivo e vem de algo que só poderia confirmar a aproximação de um corpo estranho, gigantesco, capaz de desequilibrar a mecânica dos astros. 

Esse astro recebeu diversos nomes no decorrer na existência humana: Marduk ou Nibirus para os Assírios, Hercolubus para os gnósticos, Planeta Chupão para os espíritas, Planeta X para os astrônomos. Também foi chamado Cometa Absinto na Bíblia, "O Grande Rei do Terror" por Nostradamus e Segundo Sol no Apocalipse.  

O que é Nibiru? Como surgiu essa crença na vinda de um astro em rota de colisão com outros corpos do nosso sistema planetário? Essas e outras perguntas nos remetem aos registros históricos de povos já desaparecidos, todos eles também coincidentemente voltados para o ano 2012.


Mas essa já será outra matéria para breve!





anuncio