Maravilhar-se com o mundo

Creio que o que os filósofos e as crianças têm em comum é a capacidade de se maravilhar com o mundo.


Sim, o ser humano perdeu a capacidade de admirar as coisas. Vivemos em tempos onde a velocidade dita a regra de nossas vidas. Não temos mais tempo para olhar do lado, abrir a janela com mais tempo e contemplar o que se apresenta diante de nós.

                A beleza das paisagens tem sido substituída pelas "cidades de pedra" que ganham o centro de nossas preocupações, escravizados no desespero da sobrevivência. E o que perdemos com isso, é o que ainda poderia nos ajudar a manter o equilíbrio da vida, com um pouco mais de paz interior.

                Com toda a violência que nos cerca e a tristeza de dias tão difíceis que vivemos, poderíamos ainda insistir em enxergar a beleza que o mundo nos oferece gratuitamente. Quem sabe "perder" um pouco de nosso tempo contemplando um jardim, um inseto que silenciosamente realiza sua travessia, um animal que muitas vezes nos ensina o cuidado e o amor pelas suas crias, o desabrochar de uma flor... terapias que Deus oferece todos os dias para nós, mas que deixamos de contemplar e aplaudir, pelo acúmulo das preocupações cotidianas.

                 Perdendo a capacidade de contemplar e de se encantar, tornamo-nos pessoas empobrecidas. A vida não nos forçará à infelicidade ou à alegria, pois o último gesto sempre será o nosso, ela sempre nos deseja no momento que se chama agora.

                Um dia li algo que me fez muito bem e agora deixo aqui para você: "Vivemos na aparência, enquanto deixamos secar fontes que alimentariam nossas vidas para viagens maiores".

                Você é a maravilha que um dia Deus pensou e presentou o mundo. Igual a você não existe mais ninguém. Deus o ama muito!

anuncio