Falando em liberdade

Somos livres para escolher o tempo todo o que pode nos fazer bem ou mal.


O Catecismo da Igreja Católica nos ensina no número 1707: "Seduzido pelo Maligno desde o começo da história, o homem abusou da sua liberdade". Sabemos que o desejo do bem até se faz presente em nós, mas somos criaturas marcadas pelo pecado.

                É sempre bom recordar que, mesmo recebendo o Sacramento da Reconciliação, continuamos pessoas pecadoras e por todo cuidado se faz necessário para que não vivamos uma vida de infidelidade ou de traição para com o nosso Deus.

                Somos livres para escolher o tempo todo o que pode nos fazer bem ou mal. Somos livres para fazer nossas opções e precisamos apenas arcar com as responsabilidades de tais escolhas. Como é triste ver pessoas fazendo escolhas equivocadas pelas seduções enganadoras que se deparam. Toda precipitação pode ser dramática se não usarmos a inteligência e o discernimento.

                É comum ver a liberdade sendo transformada em libertinagem e as consequências são desastrosas. Mas ainda assim, muitos preferem não agir com mais atenção e sim impulsionados pelas emoções.

                A vida será sempre o palco de nossas escolhas e que tenhamos um bom roteiro de nossas vidas em nossas mãos. Planejar a vida, ter um norte aonde desejamos chegar, dar passos com segurança, podem ser atitudes que nos ajudem a viver de maneira inteligente a nossa liberdade.

                Aproveite esse final de um semestre para fazer uma revisão de sua vida, apostando num segundo semestre mais cheio de conquistas e crescimento pessoal. Se algo não foi tão bom até aqui, não desanime, sempre haverá uma oportunidade nova para reorganizarmos a nossa vida.

                Deus abençoe você!      

anuncio