Em tempos difíceis, podemos falar de esperança?

Podemos ter esperança de que dias melhores virão? Acredito que, humanamente, isso seja quase impossível.


Caros amigos, a sensação que muitos partilham comigo, é de uma insatisfação imensa pela vida, diante dos acontecimentos que estamos vivendo. O mundo ao nosso redor vive uma profunda mudança de sentido, e isso, com certeza, influencia o comportamento humano, gerando pessoas intolerantes, inquietas, insensíveis e o resultado é essa segregação comportamental que vivemos.

                Podemos ter esperança de que dias melhores virão? Acredito que, humanamente, isso seja quase impossível. Mas para quem tem fé e acredita no Deus que é amor e bondade, o Deus que encontramos nas páginas do Livro Sagrado, a esperança é o que move os nossos corações. Acreditar em algo que vemos ou sentimos não é fé e sim, crer no impossível, em algo que esperamos e ainda não vemos.

                Como traduzir essa esperança no nosso cotidiano? Não podemos mudar as pessoas e muito menos o mundo, mas podemos realizar pequenos gestos que tornem a nossa vida e a vida ao nosso redor menos agressiva e mais leve, com gestos de fraternidade, solidariedade e paz. Sim, isso é possível e, dessa forma, contagiamos as pessoas que estão ao nosso redor.

                Não nos esqueçamos que o tempo é implacável em tudo isso e ao mesmo tempo que traz, leva. Dessa forma, devemos fazer de cada instante, um tempo oportuno para deixar a vida menos carregada de sofrimento e peso.

                Olhe hoje para o seu ritmo, para a vida que você vem vivendo e perceba o que pode ser mudado, se você realmente deseja ter esperança. Ela está bem aí, dentro de você! E não se trata de uma utopia.

                Que o bom Deus abençoe você!

anuncio