Cultivar-se

Cultivemos mais a bondade em nós!


O tempo tem a sua triste sina de desgastar-nos. Quando olhamos um pouquinho o percurso da nossa vida, detectamos quantas perdas já se registraram e o quanto nos sentimos mais cansados. Trazemos a lembrança de bons tempos vividos, da nossa disposição em fazer coisas que hoje não temos muito, de pessoas que já se foram...

                Um grande desafio que temos é cultivar em nós a vida, cuidando da serena alegria e aproveitando bem cada momento, que é uma forma de não deixar que tais desgastes, nos desestimulem a fazer do momento presente, sempre uma oportunidade de estar bem. 

                Jamais convenceremos alguém da própria felicidade se ela mesma não se sente assim. E essa alegria nasce dentro de cada um de nós, alegria que não é ausência de sofrimento, mas fazer de cada instante da vida, uma oportunidade de tornar o momento da vida mais leve.

                Quantos preferem cuidar da vida dos outros, não no sentido de cuidado, mas de interferência ou crítica, e deveríamos mesmo é cuidar de nossas próprias vidas, criando o hábito de pensar e sentir-se mais positivamente. Muitos dos desgastes que sofremos todos os dias, particularmente nos ambientes de trabalho, são frutos dessa forma grosseira e deselegante de dialogar e enfrentar os problemas com mais maturidade.

                Nosso meio social carece de cordialidade e, por isso, dramatizamos tudo e tornamos a vida de todos ao nosso redor, pesada e desgastada, violentando ainda mais nossas relações. Necessitamos de pessoas que vivam a paz e promovam a paz com gestos concretos, com mais paciência e caridade.

                Cultivemos mais a bondade em nós! Tenhamos a coragem de ir contra a correnteza. Cultivemo-nos no amor e na gentileza. O mundo será bem melhor a partir de mim e de você!       

anuncio