Metodologias Ativas na EAD: Já temos professores colocando-as em prática


O tema destaque do Censo EAD.BR 2016 foram as metodologias ativas, não pelo apelo momentâneo, mas por ser uma alternativa viável e plausível para a inovação na preparação de aulas, isto dito tanto para o EAD quanto para o Presencial.

O gráfico 7.15 da página 137 do Censo EAD.BR 2016 revelou que de fato, por meio das metodologias ativas as aulas tornam-se mais interessantes e fazem com que o aluno seja protagonista de seu aprender. Quando o professor busca problematizar questões e desenvolver competências ligadas à postura investigadora, reflexão crítica e busca de soluções criativas, o PBL Problem Based Learning (Aprendizagem Baseada em Problemas) e Estudos de Caso funcionam bem.

Se pretende reforçar competências de relacionamento interpessoal, respeito às diferenças ou habilidades de comunicação, capacidade de diálogo, as Dinâmicas de Grupo são eficazes. Atividades de Simulação e de Laboratório são preferíveis para a experimentação de conhecimentos práticos.

O grande desafio é formar Professores com habilidade e competência para desenvolver o material para esse tipo de curso, porém ao longo dos anos percebe-se que professores estão usando as metodologias em suas aulas como relata a Profa. Ana Paula Alves Bleck Duque – Fatec Pindamonhangaba: “Como professor e designer instrucional, opto sempre pelo emprego da linguagem dialógica instrucional, baseada na "dialogicidade", de Michael Backhtin, e na "Educação Libertadora" (ou Educação Dialógica), de Paulo Freire. Tanto em salas de aulas presenciais como em aulas em plataformas online, o intuito é a aproximação de determinados conteúdos à linguagem e às maneiras de se comunicar do aluno. Reconstruindo textos, tornando-os mais simples, adequando-os à linguagem de determinado público-alvo, acredito estar levando esse público a apreensão do conhecimento proposto.

anuncio

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.