Poucas e Boas: Quem nunca viu bem-te-vi colocar gavião pra correr?


"O problema do mundo de hoje é que as pessoas inteligentes estão cheias de dúvidas, e as pessoas idiotas estão cheias de certezas."
(Bukowski).
 
Políticos que prometem
 

Bem-te-vi e GaviãoBem-te-vi e Gavio

Em qualquer cidade, a política segue assim: promete-se muito para tantos antes da eleição. Depois, o candidato eleito acaba não cumprindo com todos, aliás, até esquece para quem prometeu!
Dessa forma, é comum encontrar nas redes sociais ameaças de quem foi esquecido. Gente que alega ter tudo documentado, fotografado, gravado, só esperando a hora certa de jogar no ventilador.
Quem nunca viu o bem-te-vi colocar o gavião pra correr?  

Emissoras sem Outorga
Muitas emissoras de TV e rádio operam irregularmente, e não estamos falando de rádio-pirata. Tem até rádio que recebe em concessão o canal em uma determinada cidade e transfere seus estúdios para outra sem a devida autorização.
Acontece que esses veículos, na maioria das vezes, encontram-se com a outorga vencida e no Vale do Paraíba são várias emissoras de rádio nessas condições. 
O Ministério Público já recebeu inúmeras denúncias e dentro em breve poderemos ver emissoras sendo autuadas, lacradas ou devolvidas aos verdadeiros detentores da concessão. 

Taiada no escuro
Em Caçapava, o prefeito Henrique Rinco (PSDB) vem recebendo críticas em suas primeiras ações, principalmente quanto ao não cumprimento de suas promessas de campanha. Antes, Rinco era totalmente contra a criação de taxas de iluminação pública. Agora, o prefeito alega que não pode deixar de cobrar a Contribuição de Iluminação Pública (COSIP) e ainda vai enviar outro projeto à Câmara visando aprovar outra taxa, a Contribuição de Iluminação Pública (CIP).
O povo ‘taiada’ esperava uma luz no fim do túnel, mas parece que terá que pagar por ela também. Político e povo é igual aquela história: "Chupim malandro põe os ovos, e o Tico-Tico bobo é quem os choca!"

Ortiz cai no comando do FDE
O governador Geraldo Alckmin já tinha essa decisão tomada há vários dias. Na tarde de terça-feira (5), o Palácio dos Bandeirantes anunciou oficialmente a saída do ex-prefeito taubateano José Bernardo Ortiz (pai do atual chefe do Executivo taubateano, Junior Ortiz) da presidência da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE). 
A entidade é ligada ao governo do Estado de São Paulo. No entanto, Alckmin nega que essa troca de comando tenha algo a ver com denúncias de suposto esquema em licitações. Huuuummmm...!
No lugar de Ortiz, assume o ex-prefeito de Piracicaba, Barjas Negri (PSDB).

Juntos não!
O prefeito de São Bento do Sapucaí, Ildefonso Mendes Neto (PSDB) foi eleito para a presidência do Conselho da Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira. Seu concorrente era Hamilton Mota (PT), prefeito de Jacareí.
Hamilton alegou que não esperava o lançamento da candidatura de Ildefonso, e que a eleição ficou partidarizada. Não sei se ele se finge de inocente ou se é daqueles que acreditam em unicórnios e centauros.

Separados sempre!
Por seu lado, Ildefonso disse que procurou Hamilton para uma composição PT/PSDB,  com o petista sendo seu vice, mas o prefeito de Jacareí não aceitou! Claro, cada um prefere defender a ideologia do seu partido. 
Mas Hamilton até que foi bem votado, teve 17 votos. Óbvio que perderia a disputa, afinal, o PSDB ainda tem sua força regional e tem o governo do Estado municiando as prefeituras. 

Sem consenso
A presidência da RMVale era ocupada pelo ex-prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury (PSDB), que deixou o cargo no fim de seu mandato na prefeitura. O prefeito petista e o prefeito tucano tinham uma proposta e chegaram a propor a divisão de mandato: um ano de presidência pra Hamilton e um ano para Ildefonso, mas a proposta foi rejeitada pelo secretário de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita.
Pensando bem, é o mesmo que colocar pimenta do reino no arroz doce. 

Verba para SJC
O projeto para a construção de um trecho do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) de São José dos Campos ganhou do governo federal uma verba de R$ 800 milhões. O projeto do VLT foi um dos contemplados pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Mobilidade e outras cidades da região também serão beneficiadas com liberação de verba.

Verba aprovada para Pinda?
O prefeito Vito Ardito Lerário esteve em Brasília para tratar da liberação de recursos e a cidade deverá ser beneficiada com um valor de R$ 300 milhões. Um 'passarinho' nos contou que o prefeito teria ouvido de representantes do Ministério das Cidades que o projeto desenvolvido na gestão anterior para o rebaixamento da linha férrea foi aprovado.
E agora? Se isso acontecer, a administração atual vai aceitar a verba e iniciar a obra tão comentada na gestão anterior? Se foi aprovada é porque é viável, mas só pode ser aplicada nesse projeto específico, sem remanejamento pra outro setor. 
Alô pessoal do PT de Pinda, vocês que sabem tudo do governo federal e está aí agora, dentro do governo municipal, pode confirmar isso? Ou o PT não fiscaliza mais nada durante os próximos quatros anos?

Falando nisso!
Aliás, falando em administração tucana em Pindamonhangaba, que fase é essa, hein amigos? Caindo secretários por todos os lados, enquanto especula-se a queda de outros para os próximos dias, e é Dengue que cresce assustadoramente em número de casos, e tem equipes ainda em desmanches e atleta surtados queimando o nome do prefeito nas redes sociais... caraca! 
"ESPORTE É PRIORIDADE", eu quase não acreditei no título de um jornal nas bancas de hoje, em Pinda! Estão de brincadeira, né não? 90 mil reais para arbitragem? 

Cruzeiro pitoresca
A política de Cruzeiro, cidade do Vale Histórico, é cheia de fatos pitorescos. Uma delas foi a eleição de um gari em 1992, um sujeito simplório, analfabeto e sem estrutura nenhuma para estar no meio dos caciques’.
Falecido há poucos anos, ‘Capitão Gancho’ mal sabia falar, mas por causa da mania do eleitor de ironizar o pleito político (e assim fazer mer...) o homem foi colocado lá no Legislativo. Com seu primeiro salário, comprou um carro, mas teve que contratar motorista particular porque não tinha habilitação. Comprou também um dos primeiros aparelhos celulares da época, aqueles tipo ‘tijolão’. Mas nem sabia operar o treco.

Volta por cima
Para Vitão amainar um pouco a desconfiança desse povo pindense, agora muito exigente, só algo grande, uma conquista de efeito, uma obra ou um empreendimento que ofereça muitos empregos, se anunciados logo, poderá aplacar a decepção de um eleitorado que se sente traído. Entendo que a maioria que reclama é formada daqueles votaram nos governantes atuais, senão não estariam mordendo barranco. 
Na minha visão, estes primeiros seis meses serão de muita poeira subindo. Depois, poderemos saber se Vito Ardito Lerário tem uma nova marca para emplacar ou vai ser seguir o seu estilo anterior, com uma administração de assistencialismo e poucas iniciativas rumo à modernidade.

Oposição? Onde?
Alguns vereadores de Pinda perguntaram para o companheiro Akim o motivo do meu afastamento das sessões ordinárias (no bom sentido) da Câmara Municipal de Pinda. E eu vou fazer o que aí? Tenho que evitar a fadiga! hehehe...
A Casa é de total apoio ao prefeito, a maioria assina embaixo tudo o que é de vontade do Executivo. 
Ou, os amigos vão querer contar aqui no meu ouvido que existe oposição abaixo da Linha do Equador? 

 

anuncio