Câmara de Pinda se move para descascar o abacaxi


Vaga-lumes iluminam grutas onde nem mesmo a luz do sol pode chegar
Provérbio chinês

Comunicado – Prefeitura de SJC
A Prefeitura de São José dos Campos comunica que o jornalista Levy Soares de Lima pediu exoneração do cargo de Assessor de Planejamento de Comunicação, no dia 16 deste mês. No pedido, ele alegou “motivos estritamente pessoais” e agradeceu ao prefeito “pela especial atenção recebida no exercício do cargo”.
Informa, ainda, que o Assessor de Planejamento de Publicidade, Marco Aurélio de Aguiar Garcia, também pediu exoneração do cargo, para participar de campanha presidencial em Honduras, a partir da próxima semana.
A Prefeitura agradece a colaboração dos citados profissionais e informa que o Chefe de Gabinete, Luiz Carlos de Lima, assumirá, interinamente, o cargo de Assessor de Planejamento de Comunicação.

Disputa ferrenha
Nossa coluna recebeu um e-mail que traz algumas sérias denúncias envolvendo suposto favorecimento em licitações da Prefeitura de Taubaté para algumas de suas empresas aliadas. Diz o missivista que há secretários tentando coagir empresas a desistirem de concorrência em obras, e com isso favorecer aquelas que interessam ao prefeito Ortiz Junior.
Em um dos casos, diz a correspondência, uma construtora vencedora da concorrência publica 05/13 teria sido chamada para que abrisse mão para a segunda colocada.
Concluindo: Empresas maiores, com o poder político em mãos podem estar inibindo as atividades de empresas nanicas em participações de licitação na Prefeitura de Taubaté.
Ortiz, Ortiz... o que é que está pegando ai nesse mal-assombrado Palácio Bom Conselho?
Com a palavra, a Prefeitura! 

Eu quero o “meu”!
Vou dar um exemplo aqui que demonstra que o denunciante sabe de coisas: Construção de uma Creche Municipal na Rua Projetada, 269, Vila São José, quando a empresa “X” que foi classificada como vencedora da presente licitação, em documento encaminhado teve desconsiderada sua proposta enquanto a segunda colocada empresa "Y" entrou na parada com o mesmo valor da primeira colocada, R$ 1.391.087,63 (Um Milhão, Trezentos e Noventa e Um Mil, Oitenta e Sete Reais e Sessenta e Três Centavos). 
Isso me lembra um certo anúncio: “O dinheiro é a raiz de todo mal. Para obter mais informações, me envie R$ 10.”

Caiu a torre
O prefeito de São Luiz do Paraitinga, Alex Torres (PR) levou uma derrota de 3 a 0 na segunda-feira (16) no Tribunal de Justiça de São Paulo. Alex foi cassado no último dia 4 pelo Ministério Público recorreu, mas a 10ª Câmara de Direito Público do TJ negou agravo de instrumento contra a decisão da Justiça do município que determinou o seu afastamento.
Alex Torres tem contra si denúncias de irregularidade na contratação de duas empresas de transporte escolar, o que envolve ainda dois assessores, também afastados. Por conta disso, a Câmara do município abriu uma CEI para averiguar as supostas irregularidades.
Nesse xadrez político, o prefeito só tem agora dama, bispo e peões, porque os cavalos também rolaram pelo morro.

Balançou o coreto
O Ministério Público concluiu que houve contratação ilegal das empresas Locadora Real do Vale Ltda e Expresso Fenix Viação Ltda, com dispensa de licitação. Porém, um munícipe que prestava serviços de transporte escolar para a municipalidade já estava de campana e jogou água no chope dos empresários, ambos, aliados do prefeito. 
Alex vai ter que tocar uma marcha mais criativa porque já balançaram o coreto da Praça Oswaldo Cruz. Luizenses, se liguem!

Fluxo e refluxo
Cidades que são cortadas por rios e estão quase que no mesmo nível das águas, casos de Guaratinguetá e Aparecida, possuem bairros que vez ou outra enfrentam o tal do retorno do esgoto para dentro das casas. Isso acontece principalmente em épocas de muitas chuvas, quando os rios sobem vários metros acima do nível normal, e eu estou me referindo neste caso ao Paraíba do Sul, o maior rio que corta a região.
Moradores de residências que ficam próximas a lugares de constantes alagamentos também conhecem o dilema de ver o esgoto da rede pública retornando para o interior da casa.

Impacto no Crispim
Em Pindamonhangaba, o Crispim, o Bosque e Aterrado e Andrade são os bairros mais baixos da cidade, praticamente em nível com o Rio Paraíba. Algo que é necessário alertar aqui, principalmente ao setor de planejamento da Prefeitura, é que o Crispim vai ficar uma loucura em breve devido ao grande número de novos moradores que vão ocupar a região.
Uma construtora investiu inicialmente na construção de 128 apartamentos (Condomínio Pedra Azul), depois, adquiriu área na Avenida Monsenhor Azevedo e está erguendo mais 15 blocos (Pedra Bonita). 
Em breve, a mesma construtora dará início ao canteiro de obras de mais um empreendimento, na mesma avenida, onde serão construídos outros 512 apartamentos (Parque Princesa Isabel).
Como é que ficará a demanda de água e esgoto na região? Já pensaram no impacto da mobilidade urbana, com mais de mil famílias morando nas proximidades. Imaginem seus moradores chegando ou tentando chegar em casa em horário de pico? Vai ser o cão chupando manga!

Martim CésarMartim Csar Olha que abacaxi!!!  
Não estamos falando do “Tio Martim” que o prefeito Vito encontrou na Novelis. Estamos falando do vereador que o Cal chama de “Martins”. Em Pindamonhangaba, o uso irregular de carros oficiais já não é de agora! Aliás, Martim é reincidente! Há cerca de 15 anos, um carro com chapa do Legislativo de Pinda foi fotografado na famosa Rua Aurora, a“boca do lixo” em São Paulo. Para lá tinham seguido quatro parlamentares locais, mais desocupados que barbeiro de índio. Na época, esse colunista era proprietário de um jornal, “O Tempo” e claro, temos arquivo guardado com essas peripécias legislativas.
Hoje, esse tipo de atividade não passa mais na surdina porque a internet é pior do que uma vizinha linguaruda na janela”. Olha o tamanho do abacaxi que a Câmara de Pinda vai ter que descascar! Coisa de louco!

Puxa o barbante, que tem mais
E já que o vereador deixou escapar em rede nacional que outros companheiros de Legislativo  também usam o carro oficial de forma irregular, para seus trabalhinhos particulares, mais uma CEI foi aprovada pela Câmara de Pinda. Vamos ver até onde será puxado o barbante pra descobrir quem está amarradinho nessa denúncia. Afinal, companheiro é companheiro... Lembrei daquela música do Aviões do Forró: Chupa que é de uva! Hehehe

Sai o rebaixamento?
Têm sempre uns “paus mandados”, que mal saíram dos bancos escolares e ficam a defender a administração tucana na construção de túneis. Apregoam esses “gênios” destituídos de circuitos neurais  que o projeto de rebaixamento da linha férrea é utópico. Mas, vamos relevar porque tem espermatozoide por aí que não sabemos como é que chegou na frente. 'Só peixe morto vai a favor da correnteza'.
O próprio Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DENIT afirma que uma obra de rebaixamento em Pindamonhangaba é viável tecnicamente (cada cidade tem sua particularidade), além de ser alternativa mais barata que túneis apertados e caóticos (túneis podem virar covis de assaltantes). Desviar a malha férrea para os contornos da cidade, nem pensar, é ainda mais inviável financeiramente.
E já foram gastos mais de R$ 2,2 milhões no projeto executivo. 

Pai da matéria
E daí, que importa quem vai ser o pai da criança? Se é Vito ou se é João Ribeiro? É hora de um despertar de consciência nesses mais de 110 mil eleitores, porque a classe política só pensa nos seus interesses e perpetua-se nessa eterna guerrinha de província! Isso mesmo! A política pindense é coisa da Idade Média! Não venham me dizer que “A” é melhor que “B” ou vice-versa, porque em festa de camundongo não sobra nem o farelo do queijo! 
Mas como formador de opinião, também tenho a minha receita contra essa forma de politicagem: “Se você não pode ajudar, atrapalhe! O importante é participar!”

Não recebeu?
Pindamonhangaba vive ainda a era dos escândalos, com vereador exposto em atos de improbidade em rede nacional e agora, outro BO vai dar pauta para essa coluninha chata. O radialista Sérgio Cursino, voz padrão da Rede Globo nos anos 90, está jogando farofa no ventilador do prefeito Vitão e seu secretário e amigo predileto João Carlos! O jornalista já divulgou aos quatro ventos que ainda não recebeu pelo trabalho prestado à coligação “Avança Pinda Com Experiência”, durante a campanha eleitoral passada!
Está bom pra você, leitor?!!

Sobrevida
Vito Ardito pode escapar ileso desse julgamento no TSE que tenta cassar seu mandato de prefeito de Pinda por meio de uma ação impetrada pela coligação "Pinda Pra Frente"! Com a aposentadoria de Castro Meira, ministro-relator do processo, logicamente vai haver a morosidade da transição, e até o novo ministro assumir, rever o caso, reavaliar e decidir marcar o dia do julgamento, a oposição teme que haja prescrição.
Vitão é julgado por suposto crime eleitoral de captação ilícita de votos, em 2004, enquadrado na Lei da Ficha Limpa!
 

Para refletir
A aleijada diz pra cega: “Olhe que homem bonito!” A cega devolve o veneno: “Corre atrás, então!”

 

anuncio