Kobe Bryant, a lenda do esporte

A lenda do basquete Kobe Bryant (41 anos), sua filha Gianna (13 anos) e mais sete amigos morreram em um trágico acidente de helicóptero no último domingo.


Kobe Bryant nasceu em 1978, tornou-se um dos maiores jogadores da história do Lakers e uma lenda do esporte mundial. No curta de animação Dear Basketball (Querido Basquete), do qual foi roteirista e vencedor do Oscar em 2018, narrou sua trajetória e como construiu seu amor pelo basquete.

Na infância viveu na Itália, seu pai, Joe Bryant, que fez carreira na NBA jogou no país na mesma época que Oscar Schimidt, Kobe se encantou com o talento do brasileiro e tornou-se fã do nosso Mão Santa. Num futuro viria estabelecer uma proximidade com outros atletas brasileiros, inclusive conheceu alguns pessoalmente. Muitos atletas o homenagearam no dia da sua morte.

Seu sonho era ser o melhor jogador de todos os tempos, com certeza conseguiu se eternizar entre os grandes nomes do esporte e deixar o seu legado. Foi líder, inspiração para jovens talentos e atletas de outras modalidades. Demostrou satisfação com essa responsabilidade.

Bryant vestiu por 20 anos apenas uma camisa como atleta profissional de basquete, a dos Lakers. Anotou 33.643 pontos, é o atual 4º maior pontuador da história da NBA. Aposentou-se da quadras em 2016, na sua última partida fez 60 pontos. Um dia antes da sua morte LeBon James o ultrapassou em número de pontos, Kobe horas antes do acidente o parabenizou pela marca e declarou publicamente seu respeito ao amigo.

Apenas pelos anos dedicados ao Lakers já merecia ter sua camisa aposentada. O Lakers decidiu aposentar as duas camisas usadas por Kobe Bryant, trata-se de uma tradição do times da NBA aposentar as camisas de atletas que fizeram história defendendo suas camisas. Os Lakers possuem 12 camisas aposentadas e homenageou 11 jogadores que fizeram história pela time na NBA, assim, entre 1996 a 2006, com a camisa 8 conquistou três títulos e com a camisa 24 usada entre os anos de 2006 a 2016 foram dois títulos, totalizou cinco títulos (1999/00, 2000/01, 2001/02, 2008/09 e 2009/10.) pelos Lakers e eleito em duas oportunidades o melhor jogador da final.

Com relação ao episódio da troca do número da sua camisa, segundo relatos a troca de número foi um espécie de recomeço, pois Kobe passou por maus momentos, enfrentou problemas, dentro e fora das quadras, que abalaram sua imagem, como: a acusação de estrupo (2003) a uma funcionária de um hotel, se defendeu dizendo que a relação foi consentida, o caso foi encerrado depois do pagamento de um acordo de 22 milhões de reais, Kobe assumiu publicamente a traição; e as divergências com Shaquille O'Neal que geraram uma crise interna e a transferência do pivô para o Miami (2004). Desta forma, a troca do número da camisa seria para Kobe uma forma de recomeçar uma nova fase.

Pela seleção norte-americana, o Dream Team (Times dos Sonhos), conquistou duas medalhas Olímpicas, nos Jogos de Pequim (2008) e Londres (2012), Kobe sempre demostrou orgulho de defender seu país.

Kobe Bryant deixou seu legado para muitos, procurou inserir uma mentalidade competitiva e vencedora a uma geração de atletas de diferentes modalidades. Seus exemplos de dedicação ao esporte transcenderam o basquete.

Deixou esposa Vanessa e filhas, Natalia, Bianka e Capri. 

anuncio