A despedida do Rei do Futsal

Falcão, o melhor jogador de todos os tempos no futsal, despediu-se da Seleção Brasileira aos 41 anos. Em 20 anos de Seleção Falcão foi convocado 258 vezes e marcou 401 gols.


Falcão o melhor jogador de futsal de todos os tempos despediu-se da Seleção Brasileira de Futsal aos 41 anos, em jogo oficial, contra o Paraguai na vitória por 4 a 2, em Jaraguá do Sul. Falcão ficou conhecido pelas jogadas e gols que expressaram um inteligência corporal fora do comum, demonstrou inúmeras vezes sua indiscutível habilidade individual dentro da quadra, ultrapassando os 400 gols vestindo a amarelinha, são exatos 401 gols pela seleção, tornando-se o maior artilheiro de todos os tempos de todas as seleções relacionadas ao futebol, casos do futebol, futsal e futebol de praia. A alguém capaz de ultrapassá-lo?

Falcão, o Alexandre Rosa Vieira, nasceu em 8 de junho de 1977 e viveu sua infância no Jaçanã, bairro de São Paulo destacado nos versos de Adoniram Barbosa o pai do samba paulista. Falcão herdou do pai, que possuía uma semelhança com o jogador de futebol Falcão, ídolo do Internacional de Porto Alegre e da Seleção Brasileira.

Foi eleito por oito vezes consecutivas o melhor jogador do mundo de futsal pela FIFA (2004 a 2012), quatro vezes por sites europeus e possui 100 títulos em sua carreira entre clubes e Seleção, destes 21 são representando o Brasil pela Seleção de Futsal.

Começou a se firmar na Seleção Brasileira em 1998, aos 22 anos, em 2000 disputou seu primeiro mundial e conquistou seu primeiro título na Guatemala, o vice campeonato. Em 2004 foi o eleito pela FIFA o melhor jogador da Copa do Mundo, a Seleção conquistou a terceira colocação. Na primeira participação do futsal em Jogos Pan-americanos em 2007 a Seleção conquista o ouro e em 2008 veio a conquista do Campeonato Mundial da FIFA, vencendo a Espanha, Falcão novamente foi eleito o melhor jogador da competição.

Em 2012 na disputa do seu quarto mundial de futsal pela Seleção Brasileira na Tailândia viveu um drama na sua carreira com uma lesão facial. Falcão carrega uma aparente magoa, conforme declarou em algumas oportunidades, que marcou sua trajetória no esporte, em 2005 na sua última tentativa de jogar futebol profissional, Falcão acusa o técnico Emerson Leão de o boicotá-lo. As outras tentativas anteriores foram no Corinthians e na Portuguesa. Mas é fato que todos ficamos na expectativa de mais chance no futebol. No tricolor Falcão foi campeão do Paulista de 2005 como jogador de futebol profissional, porém não houve uma sequência e ele retornou para o futsal, o futsal agradeceu seu retorno. 

Coletivamente Falcão conquistou vários títulos expressivos com a Seleção Brasileira, destaca-se os mencionados Bi campeonato da Copa do Mundo Futsal FIFA em 2008 e 2012 e o ouro no Pan-americano do Rio de Janeiro em 2007, por clubes Falcão conquistou títulos por todos os clubes pelos quais atuou, o mais expressivo foi a conquista do Mundial de Clubes pelo Magnus/Sorocaba em 2016.

Por fim, foram 20 anos de Falcão na Seleção Brasileira de Futsal, 258 convocações e 401 gols. Assim, na cultura brasileira sempre há sempre a comparação com Pelé para aquele que exerce bem suas atividades esportivas e profissionais, mas essa visão, no futsal, especialmente, começou a ser diferente com a trajetória de Falcão, o Rei do futsal.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.