Esquenta a briga dos prefeitos


A “batalha” entre os prefeitos de Pindamonhangaba e Taubaté pegou fogo. Ortiz Junior (PSDB) disse na semana passada que sua cidade está recebendo grande demanda de pacientes pindamonhangabenses, cerca de 180 atendimentos/mês. Acusou o atendimento à saúde em Pinda de ser “uma droga” e ameaçou processar a prefeitura da vizinha cidade por “imigração” de usuários. O chefe do executivo taubateano ainda chamou de “cara de pau” o prefeito pindense Isael Domingues (PR). 

Isael deu o troco nesta sexta-feira (29) em uma emissora da sua cidade e alega que, em média, o Pronto Socorro de Pinda atende 150 taubateanos por mês, a maioria em busca de atendimentos nas áreas de ginecologia e obstetrícia. Isael ainda provocou ao lembrar que na Santa Casa da cidade nasce grande parte dos taubateanos, isso há anos e que esse atendimento vai continuar. Lembramos que essa briga começou no início do ano, quando Isael rompeu o contrato com o consórcio SAMUP, onde Ortiz é o presidente. 

anuncio