"Vou preferir água de coco!"


Não sei o que é pior: ”um ignorante com muita fé, ou um esclarecido 
descrente?” Quem ataca mais pelas Redes Sociais? Quem faz mais estrago? 
Tenho recebido verdadeira avalanche de mensagens, vídeos, imagens, com 
todo tipo de ataques, informações mentirosas e intolerantes de ambos os lados 
que disputam as eleições presidenciais no segundo turno. Os partidos e seus 
candidatos ditaram o tom, onde a melhor forma de atacar é atacar o tempo 
todo.
 
As Redes Sociais estão um caos, é muita baixaria, ou até poderia dizer: muita 
indelicadeza, onde sei que sofro uma crise de identidade, o que sou? Um 
ignorante que ainda tem fé, ou um esclarecido em total descrença. Dizem que 
você nunca está sozinho, quem sabe você se encontra na mesma situação?
Cada pessoa indelicada nas Redes Sociais é um fio condutor energizado,
 
desencapado, pronto para levar adiante as setas envenenadas da intolerância. 
É preciso ter cuidado, em nome do que se acredita o ser humano é capaz 
de cometer as mais variadas barbáries, cada um na trincheira de seu celular, 
tablete ou computador, aguardando o sinal para o ataque (Fi Fi Fi Fiu).
Segundo Organizações responsáveis em receber denúncias de abusos pelas 
Redes Sociais, os índices subiram alarmantemente depois do primeiro turno 
das eleições. Ataques de racismo, homofobia, xenofobia e aí por diante. 
E agora, os ricos contra os pobres. “Liberdade de expressão é o direito 
de manifestar livremente opiniões e ideias. Entretanto, ao exercício dessa 
liberdade não deve afrontar o direito alheio, como a honra e a dignidade de 
uma pessoa ou determinado grupo” (Safternet Brasil).
 
Estou convencido que no Brasil, religião, futebol, e politica, se discutem e 
muito, ao contrário do que se prega, apesar de que não podemos considerar 
discussão quando os lados querem impor a todo custo, suas posições. A 
intolerância não permite que as pessoas aceitem oposição de nenhum tipo, ou 
sequer o pensamento de um dia mudarem de opinião.
 
O que dizer? Na batalha, onde a politica do café com leite, enfrentará o 
chimarrão com rapadura, depois de lamentar particularmente que o açaí ficou 
de fora, muita gente vai preferir água de cocô na sombra da praia. 
Democracia é assim, um semear a dedos, no momento oportuno as boas 
sementes brotará! Tenho fé! Sabe de uma coisa vou preferir mesmo é água de 
coco. 
 
Alexandre Faria 
Consultor em Gestão de Negócios
Denuncie o preconceito e a discriminação: www.denuncie.org.br
O nosso limite é respeitar o direito do outro.
https://www.facebook.com/SafernetBR?fref=nf

 

anuncio